Poesia do Egito Antigo

Escrito por hobie anthony | Traduzido por joris bianca silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Poesia do Egito Antigo
Os hieróglifos foram apenas um dos antigos sistemas de escrita egípcios (NA/AbleStock.com/Getty Images)

O Egito Antigo é frequentemente associado a faraós, pirâmides e o delta do rio Nilo. Os sistemas de escrita hieroglífico, hierático e demótico, empregados por um período de mais de quatro mil anos, foram usados para criar uma riqueza de literatura que nos dão uma amostra desse mundo antigo e da natureza da humanidade em geral.

Poesia religiosa

O rei Akhenaton foi um governante, em cerca de 1350 a.C., que visionou a construção da estrutura em Karnak, mas foi também poeta. Seu "Hino ao Sol" é um poema religioso, visto que os egípcios antigos consideravam o astro uma forma visível de Deus. Parte do seu legado foi forçar a prática religiosa politeísta a virar monoteísta. Em sua poesia, ele louva seu Deus de forma monoteística, iniciando o poema: "Que sua luz sagrada resplandeça das alturas do céu, / Oh, Aton vivo, / Fonte de toda vida!". Ele prossegue na sétima estrofe com "Oh, Deus único, / Sem semelhante!".

Uso de metáfora

A era do Império Novo do Egito Antigo produziu muitos poemas de amor. Esses poemas expressam a emoção superior do amor, mas também refletem como era a vida mundana nesse período. Em um poema sem título, o narrador discute o amor de sua amada em termos de fogo e a saudade como um falcão buscando alimento, "Pois o céu faz teu amor / Como o fogo que consome a palha". Não só o sentimento universal do amor é transmitido, como também o poder da natureza se mostra importante para o autor.

A poesia entre os trabalhadores

Os arqueólogos encontraram poesia em Deir el-Medina, uma vila de construtores de tumbas durante o Novo Império da história egípcia. Pensa-se que os próprios trabalhadores podem ter sido alfabetizados e contribuído para a poesia. Os mesmos artesão que construíram as tumbas de Ramsés II e Tutancâmon podem ter passado noites escrevendo e cantando poesia. Uma característica dessa arte era o uso das atividades cotidianas como metáforas para o amor. Aqui, em "A Travessia", o escritor traça um paralelo entre a pescaria e seu amor, "Eu descerei à água contigo, / E retornarei carregando para ti um peixe vermelho, / Aqui entre meus dedos".

A tradição poética

A poesia egípcia é a que reflete mais de perto as composições dos antigos hebreus no uso do paralelismo e do ritmo. O verso egípcio foi comparado ao Livro dos Salmos da Torá e à Canção de Salomão. Vários dos poemas tratam do amor secular, um fato que ainda surpreende muitos. Os textos, tal como foram traduzidos, são bem diretos e seu uso de repetição e metáfora os torna bem familiares e acessíveis ao público moderno.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível