O que polui o ar?

Escrito por mandi rogier Google | Traduzido por diego feijo cabral silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A poluição do ar é causada por substâncias químicas e outros materiais lançados no ar pelas pessoas. Esses poluentes são perigosos tanto para o meio ambiente como para a nossa própria saúde. A poluição do ar tem uma grande variedade de efeitos, que vão desde doenças respiratórias a mudanças climáticas. Compreender as causas e os efeitos da poluição do ar é essencial para fazer a diferença na forma em que cuidados de nosso ar.

Outras pessoas estão lendo

Significado

Existem seis poluentes comuns do ar que ameaçam nossa saúde e o meio ambiente: ozônio, material particulado, monóxido de carbono, dióxido de nitrogênio, dióxido sulfúrico e chumbo. A Agência de Proteção Ambiental rastreia cada um desses poluentes de duas maneiras. Primeiro, eles medem as concentrações dos poluentes no ar externo. Segundo, eles rastreiam as estimativas de engenharia para as emissões lançadas ao ar a cada ano. Áreas urbanas geralmente têm a maior poluição de ar. O ozônio é geralmente mais pesado nas cidades e é especialmente perigoso no verão. Entre 85% e 95% das emissões de monóxido de carbono nas grandes cidades são causadas por veículos motorizados. Esse tipo de poluição do ar é muito mais prevalente nas áreas densamente povoadas.

Tipos

O ozônio é um dos tipos mais conhecidos de poluição do ar. Ele é causado pelos canos de escape dos veículos, emissões industriais, solventes químicos e vapores de gasolina. O calor e os raios solares também são fatores que, quando combinados com as emissões acima, criam altas concentrações de ozônio no ar. O material particulado é qualquer mistura de pequenas partículas de ácidos, substâncias químicas, metais, poeira e impurezas. Existem dois tipos de material particulado: partículas inaláveis grossas e partículas finas. As partículas inaláveis grossas podem se originar de instalações industriais ou rodovias empoeiradas. As partículas finas podem ser encontradas na fumaça da neblina e do fumo. Elas são criadas com frequência pelas reações entre várias emissões industriais, de energia e dos veículos. O monóxido de carbono é um perigoso gás criado quando o carbono presente no combustível não é totalmente queimado. Cerca de 56% das emissões de monóxido de carbono são causadas por veículos motorizados, enquanto outros 22% são causadas por outros tipos de veículos. Certos tipos de fábricas, fogões e aquecedores a gás e, até mesmo, a fumaça do cigarro contribuem para as emissões de monóxido de carbono. Os óxidos de nitrogênio consistem em uma variedade de gases reativos que contêm tanto nitrogênio como oxigênio. Um dos mais comuns é o dióxido de nitrogênio, que pode ser visto pelo olho humano e aparece como uma fumaça marrom-avermelhada sobre as áreas urbanas bastante poluídas. O dióxido sulfúrico é um gás formado por várias ações relacionadas ao petróleo bruto, minério e carvão. A queima de carvão e petróleo libera dióxido sulfúrico, assim como o processo de extração de minério. As emissões de chumbo são causadas por vários processos de fabricação, como a fundição de chumbo e a fabricação de baterias de ácido-chumbo, bem como a incineração de resíduos.

História

A poluição do ar evoluiu naturalmente junto com a sociedade. A Terra é capaz de neutralizar pequenas quantidades de poluição do ar, mas a rápida industrialização e o crescimento populacional cada vez maior resultaram em níveis de poluição que o planeta não pode suportar. Embora a maioria das pessoas somente levem em conta as emissões industriais e veiculares quando pensam na poluição, o ar no interior da maioria das casas e escritórios é, muitas vezes, mais poluído que o ar exterior. Mofo, cola, tinta, vinil e linóleo são todos poluentes do ar interior, assim como as soluções de limpeza, o cigarro, a fumaça e os cabos elétricos. A má ventilação do ar prende com frequência o ar poluído dentro da casa.

Efeitos

A poluição do ar está ligada a vários problemas relacionados aos sistemas respiratório e cardiovascular. Aproximadamente 2,4 milhões de mortes são causadas pela poluição do ar a cada ano. Essa poluição é especialmente prejudicial às crianças, que podem desenvolver casos de asma e pneumonia, bem como infecções respiratórias inferiores. Quanto menor o material particulado, maior o perigo para a saúde humana. O material particulado que é inalado pode causar sérios problemas de saúde ao coração e aos pulmões. Estima-se que 500 mil mortes sejam causadas em cada ano por partículas finas de poluição nos Estados Unidos.

Prevenção/solução

As emissões de chumbo apresentaram uma dramática redução. Historicamente, elas foram causadas por veículos motorizados. A Agência de Proteção Ambiental fez um grande esforço para remover o chumbo da gasolina. Essa iniciativa reduziu as emissões de chumbo pelos meios de transporte em 95% entre 1980 e 1999, o que, por sua vez, reduziu a quantidade de emissões de chumbo presentes no ar em aproximadamente 94% no mesmo período. Existem muitas iniciativas em andamento para se continuar lidando com os crescentes níveis de poluição do ar. Uma forma de reduzir a poluição do ar causada pelos veículos motorizados se dá através de combustíveis mais eficientes. O bioetanol e o biodiesel são alguns dos combustíveis mais limpos que estão sendo desenvolvidos para lidar com esse problema. Uma sociedade mais educada pode nos ajudar a trabalhar globalmente para encontrar soluções. É importante para a saúde das pessoas e do planeta que se tomem atitudes para reduzir a poluição do ar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível