×
Loading ...

Pontos negativos da engenharia genética

Atualizado em 17 abril, 2017

Algumas manchetes excitantes e alegações sobre o potencial da engenharia genética para mudar sua vida são feitas constantemente. Isso é ainda mais comum quando avanços drásticos são feitos. Mas você só tem de compará-los com a energia atômica e, depois, a nuclear, para perceber que aquilo que parece milagroso talvez seja, na realidade, algo a ser cuidadosamente controlado e protegido para assegurar que sua impressionante força destrutiva nunca seja desencadeada.

A engenharia genética altera os genes de plantas e animais (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Cruzando as barreirsa da espécie

Um argumento de apoio à engenharia genética é que o cruzamento racial ocorreu naturalmente ou foi instigado pelo homem há muitos séculos sem qualquer dano ou risco aos seres humanos ou em animais e plantas híbridos. Além do cruzamento de cães, que produziu animais muito interessantes que podem servir a propósitos específicos, um exemplo popular é a mula. As mulas são um cruzamento entre égua e burro, mas deve-se considerar que cavalos e burros são da mesma espécie. A engenharia genética não respeita tais barreiras naturais.

Loading...

Plantas, culturas e alimentos geneticamente modificados

Talvez, sendo um consumidor, você tenha o direito de decidir se deve comprar alimentos geneticamente modificados. Uma tentativa da Food and Drug Administration (FDA) para regulamentar isso envolveu a rotulagem voluntária desses alimentos, mas isso irritou alguns grupos de consumidores que dizem ser insuficiente para impedir a compra de alimentos geneticamente modificados. Outra questão é que depois de introduzidas as culturas geneticamente modificadas, haverá polinização cruzada com outras em uma área não especificada. Em outras palavras, você não saberá até que ponto os alimentos "normais" são geneticamente modificados. Uma alegação alarmante é que atualmente mais de 70% dos alimentos em mercados são GM.

Animais

Além do debate sobre as condições e a maneira fundamentalmente desumana em que os animais podem ser tratados em laboratórios, e em que medida experimentos incrementais podem produzir seres horrivelmente deformados que só sofrem em suas curtas vidas, o uso de engenharia genética em animais tem potencial para prejudicar todos os humanos Por exemplo, podem ser criados porcos com órgãos internos humanos que podem ser usados para transplantes. O que não está claro é que, se isso for feito e apesar de todas as precauções conhecidas, esse transplante entre espécies pode introduzir vírus novos e potencialmente fatais, bem como doenças aos humanos. Só é necessário considerar alguns dos vírus que receberam muita publicidade ao longo dos anos e a crença de que se originaram em animais para entender as preocupações que geralmente são expressas.

Tarde demais

Um tema geral que emerge de uma discussão sobre engenharia genética é que se quaisquer problemas se manifestarem no futuro, será tarde demais para reverter o processo. Não haverá como voltar atrás porque o alimento danificado ou transplantes potencialmente letais já terão ocorrido e os venenos ou doenças fatais já estarão em meio à população.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...