Mais
×

Qual é a posição mais importante no futebol?

Atualizado em 18 julho, 2017

O futebol é o tradicional esporte de equipe, e é quase impossível destacar uma posição específica como a mais importante dos 11 jogadores de uma equipe. Cada posição vem com suas próprias responsabilidades, demandas e competências exigidas, que variam de acordo com táticas, estilos de jogo, o ritmo do jogo — ou como o jogo está se desenrolando para cada equipe — além de muitos outros fatores.

Cada posição no campo trás suas próprias responsabilidades (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Guardião do gol

É impossível perder se o oponente não consegue colocar a bola na rede. Abrangendo 7,3 metros de largura e 2,4 metros de altura, a prioridade do goleiro é proteger aqueles quase 18 metros quadrados entre as traves. Goleiros devem possuir uma enorme liderança na organização da defesa, instintos e antecipação, boas mãos, e precisam ser destemidos ao sair de sua linha para cortar passes, cruzamentos e chances de gol cara-a-cara. Uma perna forte também é necessária, além de a capacidade de iniciar um contra-ataque depois de uma grande defesa.

Atacando e deixando adversários com medo

Por outro lado, é impossível ganhar se o time não conseguir encontrar a rede do adversário. Os atacantes e os centro-avantes são acusados de grande parte da responsabilidade de marcar os gols, o que é justo considerando que gastam quase todo o jogo no campo de defesa do adversário. Atacantes devem ser capazes de marcar com qualquer um dos pés, no ar e na pressão. Posicionamento ofensivo, ritmo correto para se posicionar -- a capacidade de fugir de defensores -- são cruciais para o sucesso dos atacantes.

A "coluna vertebral" da zaga

Os zagueiros centrais, que em sua maioria jogam em conjunto, são responsáveis pela liderança defensiva, especialmente quando organizam a linha de defesa. O foco principal deste parceria está em marcar a frente adversária e reprimir qualquer ataque do oponente. Zagueiros centrais são "experts" em jogadas aéreas em ambas as áreas, especialmente durante cruzamentos na área defensiva e escanteios na área ofensiva. Depois de parar o avanço do adversário, é, por vezes, o trabalho dos zagueiros, entregar o passe a chave para iniciar um contra-ataque.

Nas pontas

Os pontas -- sejam os laterais, os pontas esquerdo e direito, ou os meio campistas que jogam pelos lados -- correm para cima e para baixo nos flancos, confundem-se com os seus companheiros de equipe para se juntar ao ataque, e entregam cruzamentos ou passes certeiros para criar chances. Apesar de jogar em um dos lados do campo, estes jogadores devem ter dois pés sólidos e tem que estar em forma para correr longas distâncias e converter da defesa ao ataque. Laterais também carregam a responsabilidade de marcar os atacantes, especificamente os pontas do lado oposto.

No meio de tudo

Os meio-campistas centrais devem ser capazes de fazer um pouco de tudo. Traços que devem possuir incluem visão e criatividade, passando por precisão, pés precisos ao driblar e habilidade para manter a posse de bola e resistência. Além disso, ritmo para correr de área a área, força para segurar os adversários e precisão quando se apresentar para finalizar no gol adversário. Estes jogadores devem também ser cerebrais, como ditam ritmo e muitas vezes exibem o jogo a partir de um lado do campo para o outro. Formações modernas empregam especialistas de meio-campo, como o volante, ou segurando os meias; bem como atacar com os meias. Alguns dos maiores nomes do esporte jogaram pelo meio, incluindo Pelé, Diego Maradona, Juan Roman Riquelme, Johan Cruyff, Roberto Baggio, Zenidine Zidane, Landon Donovan e Wayne Rooney.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article