Potenciadores da monoamina e seus efeitos sobre a serotonina

Escrito por lori keller | Traduzido por weber figueiredo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Potenciadores da monoamina e seus efeitos sobre a serotonina
Diversos medicamentos são capazes de afetar os níveis de serotonina (flacons image by Philf from Fotolia.com)

Monoaminas são compostos orgânicos encontrados no cérebro. Os membros mais importantes da família da monoamina são os neurotransmissores dopamina, noradrenalina (ou norepinefrina) e serotonina. Quando o cérebro tem uma deficiência desses neurotransmissores, pode ocorrer transtornos de humor e depressão. Os baixos níveis de serotonina, em particular, são associados à depressão. Drogas conhecidas como potenciadoras de monoamina podem aumentar os níveis de serotonina no cérebro e trazer alívio para as pessoas que sofrem de transtornos de humor. As principais classes de potenciadores da monoamina são: inibidores da monoamina oxidase (IMAO), inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS), antidepressivos tricíclicos (TCAs) e um novo tratamento experimental conhecido como Lu AA24530.

Outras pessoas estão lendo

IMAO

Os IMAO aumentam as concentrações de serotonina, dopamina e norepinefrina no cérebro através do bloqueio do mecanismo que quebra estes neurotransmissores. Oxidase é a proteína responsável por remover os neurotransmissores das células no cérebro. Através do bloqueio ou inibição desta proteína, a serotonina e outros neurotransmissores que proporcionam bem estar são capazes de permanecer nas células por mais tempo, o que pode melhorar a depressão. Os IMAO melhoram as monoaminas inibindo sua quebra. Dois deles, geralmente prescritos são o Parnate e o Nardil. As pessoas que tomam esses inibidores não devem comer alimentos que contenham tiramina, como queijos envelhecidos e vinho tinto, pois sua combinação com o IMAO pode causar picos repentinos na pressão arterial.

ISRS

Os ISRSs foram desenvolvidos na década de 1980 para atingir especificamente o neurotransmissor serotonina. Eles bloqueiam a reabsorção de serotonina nos neurônios, permitindo deste modo que uma maior concentração do neurotransmissor permaneça por um longo período de tempo. Como os ISRSs visam apenas a serotonina, eles têm menos efeitos colaterais do que os IMAO. Paxil e Prozac são dois ISRSs popularmente prescritos.

TCAs

Os TCA (antidepressivos tricíclicos) funcionam como os ISRSs, retardando a absorção da serotonina pelas células nervosas. No entanto, eles também atuam sobre a norepinefrina, tendo mais efeitos colaterais desagradáveis. Boca seca e constipação são dois dos efeitos mais comumente relatados. Amitriptilina e trazodona são dois exemplos de TCAs.

Lu AA24530

Lu AA24530, é uma nova classe de drogas que está sendo desenvolvida pelo laboratório "H. Lundbeck A/S and Takeda Pharmaceutical Co. Ltd." promissora como tratamento para a depressão em ensaios clínicos. Ela modula um número de receptores de serotonina e, na verdade, parece aumentar a serotonina, a dopamina e os níveis de noradrenalina no cérebro, ao invés de apenas inibir a sua reabsorção. Este verdadeiro potenciador de monoamina também parece ser bem tolerado pelos pacientes nos ensaios clínicos.

Considerações

Apesar de todos estes potenciadores de monoamina mostrarem-se capazes de aumentar os níveis de serotonina no cérebro, alguns trabalham sobre outros neurotransmissores, causando efeitos colaterais de vários graus. ISRS são a primeira linha de tratamento atual para o aprimoramento da serotonina, com TCAs e IMAO normalmente reservados para segunda e terceira opções de tratamento da depressão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível