Práticas funerárias hindus

Escrito por siva stephens | Traduzido por laila teixeira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Práticas funerárias hindus
A cremação é a prática funerária padrão entre os hindus (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A crença na reencarnação, o renascimento da alma, é uma das bases da religião hindu. O hinduísmo não possui um sistema central e universal de cerimônias para ocasiões como nascimentos, casamentos e falecimentos, portanto muitas das particularidades de uma cerimônia funerária hindu dependerão das tradições locais. Como os hindus acreditam na imortalidade da alma, muitas práticas fúnebres focam na libertação da alma do corpo que já não lhe é necessário.

Outras pessoas estão lendo

O corpo

Tradicionalmente, o corpo é mantido em casa entre um e dez dias. Geralmente a cabeça fica apontando para o sul, ponto cardeal associado ao deus da Morte. Uma lâmpada a gás é posta junto ao corpo e fica acesa por todo esse período. Finda essa etapa, o corpo é lavado com água sagrada e vestido com roupas novas. Os rios são sagrados para os hindus, sendo o Ganges o mais sagrado de todos. Assim, água do rio Ganges pode ser derramada na boca do falecido para que sua alma alcance seu destino final. Pasta de sândalo ou cinzas de uma fogueira sagrada são usadas para pintar o rosto do defunto. O corpo é, então, enfeitado com flores e joias e deitado sobre uma padiola.

O ritual funerário

Tradicionalmente, apenas hindus das castas mais baixas ou bebês sem nome são enterrados. Seus corpos retornam à Terra. A maioria dos hindus é cremada, já que eles acreditam que o fogo funerário pode libertar a alma do corpo. Após o cadáver ter sido lavado, vestido e adornado, ele é levado para o local da cremação que, preferencialmente, é próximo a um rio. As joias são retiradas e o corpo é deitado sobre uma pira funerária apagada. Enlutados veem o corpo, cantam preces e podem pôr flores sobre a pira. O principal enlutado geralmente é do sexo masculino: o esposo, pai, irmão ou filho mais velho de quem faleceu. Ele dará três voltas em torno da pira, derramando gotas de água sobre o corpo. Então, acenderá a pira com uma tocha. Quando o corpo tiver sido quase que completamente consumido pelo fogo, ele poderá abrir o crânio com uma vara de bambu para libertar a alma do corpo. As cinzas são posteriormente espalhadas sobre as águas de um rio, preferencialmente o Ganges.

A alma

Acredita-se que a alma permanece junto ao corpo por diversos dias após o falecimento e pode, durante o "período de espera" que se dá imediatamente após à morte, reunir-se ao corpo em uma reencarnação imediata. Pensa-se que a alma permanecerá na vizinhança enquanto houver um corpo reconhecível, sendo esse o motivo pelo qual a cremação é a maneira preferida dos hindus de disporem de um corpo morto. Após a cremação, muitos grupos realizam rituais para ajudar a alma a fazer a transição para o próximo plano. Essas cerimônias variam de ofertas de bolas de arroz duas vezes ao dia, até celebrações conduzidas por sacerdotes hindus.

Período de luto

Durante a cerimônia de cremação, os enlutados vestem-se casualmente, preferivelmente em roupas brancas. O período de luto dura de dez dias a um mês, a contar do momento em que a pira funerária começa a arder. Os familiares do falecido, após deixarem a cerimônia, se lavam em um banho ritual e limpam bem a casa do parente que os deixou antes de ela ser purificada por um sacerdote. Enquanto dura o período de luto, a família fica em casa o maior tempo possível, evitando visitas e entretenimentos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível