Práticas tradicionais Japonesas durante o nascimento de uma criança

Escrito por amy mcnulty | Traduzido por thay lemoned
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Práticas tradicionais Japonesas durante o nascimento de uma criança
Algumas práticas tradicionais japonesas influenciam os partos no Japão atualmente. (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Como todo país, o Japão possui suas próprias tradições relacionadas ao nascimento de uma criança com base em práticas culturais e crenças. Se você planeja gerar uma criança no Japão ou então você tem amigos japoneses, que em breve terão um bebê, saiba mais sobre essas práticas. Demonstre que você aceita e entende as tradições japonesas e celebre o nascimento de uma criança.

Outras pessoas estão lendo

Pais ausentes

Tradicionalmente, a sociedade japonesa não espera que o pai esteja presente durante o nascimento de seu filho. Nos tempos modernos, muitos pais decidiram fazer parte dessa experiência, porém, outros continuam mantendo a tradição, trabalhando o resto do seu dia. Eles visitavam seus filhos e esposas logo após a finalização de seu trabalho. Se o pai escolher ficar no local do parto, ele deve completar com a mãe, uma série de aulas de preparação para gravidez.

Período de reposo

A permanência hospitalar para a mãe após um parto é de cerca de uma semana. O tradicional hábito da recuperação da mulher depois do nascimento é enfatizar a relação entre a mãe e o filho. Após o nascimento da criança, por 21 dias, a mãe fica em repouso criando vínculos com o seu filho. Embora membros da família podem imediatamente visitar os pais e o bebê, amigos e parentes mais distantes devem esperar o período de 21 dias antes de conhecer a criança.

Oshichia: Cerimônia para o nome

Uma semana depois que a criança nasce, os pais junto de parentes próximos deverão realizar o ''oshichia''. O ''oshichia'' é o nome que se dá a cerimônia que acontece quando as crianças recebem o seu nome oficial. A refeição tradicional para os participantes durante essa celebração inclui vegetais, arroz vermelho, feijões e peixe Pargo.

Kotobuki Bako: Cordão umbilical armazenado na caixa

As pessoas envolvidas nas práticas tradicionais japonesas guardam o cordão umbilical da sua criança afim de preservar uma relação harmoniosa entre a mãe e o filho no futuro. Em uma cerimônia chamada "hesono-o," a mãe embrulha o cordão umbilical e o coloca em uma pequena caixa de lembrança chamada "kotobuki bako."

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível