Precauções para com internados com baixa contagem plaquetária

Escrito por maria richmond | Traduzido por nicolas sales
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Precauções para com internados com baixa contagem plaquetária
As plaquetas ajudam na coagulação do sangue (Keith Brofsky/Digital Vision/Getty Images)

Uma baixa contagem sanguínea plaquetária pode ser uma situação perigosa. As plaquetas desempenham um papel na coagulação do sangue. Quando o sangue não coagula apropriadamente, o sangramento excessivo pode ocorrer. Existem muitos riscos para se considerar e precauções para tomar quando se lida com pacientes que têm baixa contagem plaquetária. Os planos de tratamento podem ser prejudicados pela baixa contagem.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Trombocitopenia é o termo médico para a baixa contagem plaquetária. É uma condição pontencialmente perigosa que causa várias dificuldades. Problemas comuns relacionados à baixa contagem são o arroxeamento fácil e excessivo e sangramento superficial na pele. Isso normalmente aparece como uma assadura com pontos avermelhados ou roxos, que normalmente aparece nas pernas. Outros sintomas são o sangramento prolongado em cortes e machucados, sangramento espontâneo nas gengivas ou nariz, sangue visível na urina ou fezes, ciclos menstruais incomumente fortes, e sangramento extremo durante uma cirurgia.

Preacuções são necessárias para pacientes em um ambiente hospitalar ao se lidar com baixa contagem plaquetária. As injeções devem ser aplicadas com cuidado, observando-se sangramento excessivo, e precauções com notificação de queda devem estar presentes na ficha do paciente. Banhos no leito devem ser realizados gentilmente, para não se rasgar a pele ou causar contusões; unhas das mãos e dos pés devem ser cortadas por uma enfermeira ou médico; e os medicamentos que podem diminuir a contagem de plaquetas devem ser evitados.

Cirurgia

A cirurgia pode ser um procedimento perigoso para alguns com baixa contagem plaquetária. Como ela causa perda de sangue, você pode entrar em situações de excessivo sangramento e falta de fatores coagulantes. Em alguns casos, o sangramento até a morte pode ser o resultado.

Em certas situações, pode existir um tratamento temporário para que você possa proceder com a cirurgia. As concentrações de plaquetas podem ser dadas para ajudar a aumentar a contagem, mas isso é apenas uma solução temporária. Tipicamente, as concentrações de plaquetas seriam dadas quando as baixas contagens aparecem devido a uma quimioterapia ou para prevenir o sangramento durante uma cirurgia. A aplicação de transfusões rotineiras de plaquetas pode ser limitada devido à formação de anticorpos que são capazes de destruir as novas plaquetas.

Testes sanguíneos e medicação

Se você tiver uma baixa contagem plaquetária, testes regulares do seu sangue podem ser necessários enquanto você estiver no hospital para certificar-se de que seu nível não esteja caindo. De acordo com o Dr. David Steensma do departamento de hematologia da Mayo Clinic, se sua contagem plaquetária estiver abaixo de 70.000, seu médico pode pedir que você pare de usar anticoagulantes.

Se os anticoagulantes não forem evitados, baixas doses deles podem ser receitados ou pode ser requerido que você tenha uma atividade sanguínea regular para certificar-se de que eles não abaixem sua contagem plaquetária. Medicamentos que são conhecidos como anticoagulantes e podem diminuir sua contagem plaquetária são a varfarina e drogas anti-inflamatórias e não esteroides como a aspirina, o ibuprofeno e o naproxeno.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível