Precauções para manusear ácido sulfúrico concentrado

Escrito por john newton | Traduzido por vinícius rodovalho
Precauções para manusear ácido sulfúrico concentrado
O ácido sulfúrico é altamente corrosivo e deve ser manuseado com cuidado (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

O ácido sulfúrico, também conhecido como ácido de bateria, sulfato de hidrogênio ou óleo de vitríolo, pode ser representado pela fórmula química "H2SO4". Ele é um líquido denso, incolor, oleoso e corrosivo. De acordo com o "Chemicalland21.com", é produzido mais ácido sulfúrico do que qualquer outro produto químico. Sua principal utilização é na produção de fertilizantes fosfatados; contudo, ele possui diversos usos, que vão desde a fabricação de produtos químicos, tais como o ácido clorídrico e o ácido nítrico, até a purificação de petróleo.

Proteção dos olhos

Óculos de segurança sempre devem ser utilizados quando se manuseia ácido sulfúrico concentrado porque o ácido é muito corrosivo para os olhos, causando irritação, vermelhidão e queimaduras graves com o contato, de acordo com a Universidade de Stanford. Lentes de contato não devem ser utilizadas quando se trabalha com ácido sulfúrico concentrado.

Evite contato com a pele

Precauções devem ser tomadas para proteger contra inalação, ingestão e contato com a pele. O contato com a pele pode resultar em vermelhidão, dor, bolhas e queimaduras graves. Além disso, o ácido sulfúrico concentrado pode atacar o esmalte do dente, e se ingerido, pode causar uma sensação de queimação, dor de garganta, dificuldade respiratória e edema pulmonar. De acordo com a Universidade de Stanford, esses sintomas podem ser evitados. O contato com a pele deve ser impedido por meio do uso de luvas impermeáveis, roupas apropriadas, botas e aventais, juntamente com óculos de segurança. A Universidade de Stanford informa que a proteção respiratória apropriada deve ser usada quando houver exposição do ácido no ar e os controles técnicos não forem possíveis.

Diluindo ácido sulfúrico

De acordo com o Dr. Hugh Cartwright, do Laboratório de Física e Química Teórica da Universidade de Oxford, o ácido sulfúrico concentrado não deve ser diluído por usuários inexperientes. Precauções devem ser tomadas, utilizando sempre proteção para os olhos e a pele quando se dilui o ácido. É importante adicionar sempre o ácido na água, e não o contrário. O ácido deve ser adicionado lentamente, agitando-se a solução para evitar que uma camada concentrada de ácido sulfúrico se forme na parte inferior da mistura. Além disso, um cuidado especial deve ser tomado, como na manipulação de soluções recém preparadas que estarão quentes, portanto, mais corrosivas do que uma solução morna.

Manuseio de baterias

As baterias de ácido sulfúrico devem ser inspecionadas antes de fazê-las funcionar, para conferir se há fios soltos e sinais de vazamento. O manuseio indevido das baterias deve ser evitado quando elas estão em funcionamento. Além disso, de acordo com o "Great American Insurance Group", as baterias não devem ser atingidas por ferramentas pesadas que causem danos nos fios quando estiverem abertas, pois as faíscas geradas podem causar a ignição do gás hidrogênio inflamável, que provavelmente estará presente na bateria.

Risco de incêndio

O ácido sulfúrico concentrado não é inflamável, mas pode causar ignição pelo contato com materiais combustíveis. De acordo com o "Great American Insurance Group", precauções devem ser tomadas para evitar qualquer contato com materiais orgânicos, tais como papel e madeira, ou algumas substâncias, como nitratos, carbetos, cloratos e pós metálicos. A ação do ácido sulfúrico na maioria dos metais irá produzir hidrogênio, que é altamente inflamável e pode causar uma mistura explosiva com o ar em determinadas condições. Fumar, portanto, não deve ser permitido próximo a tanques ou baterias abertas de ácido sulfúrico.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível