Precauções odontológicas para os portadores de marca-passo

Escrito por alexis writing | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Precauções odontológicas para os portadores de marca-passo
Portadores de marca-passo precisam tomar algumas precauções ao realizar exames de rotina (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

O implante de um marca-passo pode comprometer a realização de vários tipos de exames e procedimentos médicos. Tratamentos odontológicos, radiografias, ressonância magnética, tomografia computadorizada, densitometria, mamografia e ultrassonografia podem afetar os marca-passos. Isso pode ocorrer por causa das ondas de energia envolvidas nos exames e nos componentes eletrônicos do marca-passo.

Outras pessoas estão lendo

Cardiologistas

Determinar se um procedimento é seguro para um paciente portador de marca-passo exige o conhecimento de um cardiologista. Geralmente, telefones celulares, barbeadores elétricos e outros aparelhos domésticos são considerados seguros para uso. No entanto, radioterapia, tomografia computadorizada, eletrólise, aparelhos de alta-frequência e diatermia não são recomendados em nenhuma circunstância. Se for necessário realizar qualquer um desses procedimentos, consulte primeiro o cardiologista.

Tratamentos odontológicos

Para você, que é um paciente com um dispositivo cardíaco implantado, o tratamento odontológico -- como qualquer tratamento especializado -- se faz necessário como uma rotina nos cuidados à saúde. Os tratamentos odontológicos quase sempre incluem radiografias, sondas ultrassônicas, preparo de dentes com brocas e outros procedimentos que produzem altos níveis de energia eletromagnética. Para evitar o mau funcionamento e possíveis danos ao seu marca-passo, é crucial avisar antecipadamente ao profissional sobre a presença do mesmo. Isso é muito importante, mesmo quando se usa a proteção de chumbo ou outros protetores similares na região do peito.

Abordagem proativa

De acordo com a American Dental Association, os estudos mostram que pacientes odontológicos portadores de marca-passo possuem um maior risco em desenvolver endocardite. Essa infecção ou inflamação do coração ocorre como o resultado da entrada de bactérias na corrente sanguínea, advindas da boca.

Isso explica porque quando um procedimento odontológico é agendado para um paciente cardíaco, dentistas qualificados e experientes, adotam uma abordagem proativa para ajudar a impedir o desenvolvimento dessa condição. Antes de qualquer procedimento de higiene dental, extração ou qualquer cirurgia oral, o paciente deve tomar antibióticos para proteger o coração. Essa medida poderá ajudar a prevenir que bactérias se espalhem para a corrente sanguínea.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível