Mais
×

O que você precisa saber para entender o UFC

Jon Kopaloff/Getty Images Sport/Getty Images

Introdução

O UFC (Ultimate Fighting Championship) definitivamente conquistou o coração dos brasileiros. O que começou como um estilo de luta chamado Vale-Tudo se transformou em uma das modalidades mais amadas e populares do país, garantindo sempre excelente audiência na TV e muitos comentários nas redes sociais da internet. O sucesso de vários lutadores brasileiros no esporte foi fundamental na construção da fama do UFC. O que antes era considerado por muitos como selvageria, atualmente movimenta milhões de dólares em cachês de luta e contratos publicitários. Confira tudo o que você precisa saber para decifrar o UFC.

Holly Stein/Getty Images Sport/Getty Images

Os primórdios da Família Gracie

A lendária família Gracie, conhecida pela criação do estilo de luta jiu-jitsu brasileiro, foi umas das principais responsáveis pela criação do UFC. Em 1993, Rorion Gracie e Art Davie organizaram um torneio que tinha o objetivo de encontrar o melhor lutador do planeta, sem importar a modalidade que ele praticava. Para se consagrar campeão era necessário vencer três lutas e, na ocasião, o primeiro vencedor foi o brasileiro Royce Gracie. Na época, o UFC quase não tinha regras: os lutadores apenas não podiam morder nem enfiar o dedo nos olhos do adversário.

Frederick M. Brown/Getty Images Entertainment/Getty Images

Profissionalização com Dana White

Em 2001, depois de receber muitas críticas nos Estados Unidos devido à violência da modalidade e perder bastante a popularidade, a marca UFC foi vendida por 2 milhões de dólares para Dana White, um conhecido promotor de lutas da época. Junto com seus sócios, conseguiu transformar rapidamente o esporte em uma indústria milionária. White fez acordos com empresas de televisão por assinatura para vender as lutas no modo "pay per view". Hoje, o valor da marca UFC gira em torno de 1 bilhão de dólares.

Brendon Thorne/Getty Images Sport/Getty Images

As categorias

O UFC é dividido em oito tipos de categoria, formadas de acordo com o peso dos lutadores. A primeira é o Peso Mosca, até 56,7 kg. Logo após vem o Peso Galo, até 61,2 kg. O Peso Pena, do brasileiro João Aldo, vai até 65,8 kg. O peso leve, logo em seguida, é para atletas de até 70,3 kg. O peso meio-médio tem limite de 77,6 kg. O peso médio, de Anderson Silva, é de até 83,9 kg. O peso meio-pesado, que já teve Maurício Shogun campeão, tem limite de 93 kg. Finalmente, a categoria Peso Pesado vai até 120,2 kg.

Gary M. Prior/Getty Images Sport/Getty Images

As regras

As regras vigentes do UFC ampliaram bastante em comparação com as que existiam nos primórdios da modalidade. As mais básicas ditam que a luta deve acontecer em um ringue de oito lados, com um total de três assaltos de cinco minutos cada. Porém, a luta principal da noite, quando geralmente se disputa um título ou uma grande estrela compete, possui cinco assaltos. O vencedor, ao final de todos os assaltos, é decidido pelo júri, porém a luta pode acabar por outros motivos como desqualificação, finalização, nocaute, nocaute técnico e lesão de um dos lutadores.

Buda Mendes/Getty Images Sport/Getty Images

As estrelas brasileiras

O principal nome do UFC no Brasil é Anderson Silva, que detém o recorde de maior quantidade vitórias consecutivas e defesas de título do esporte. Foram 17 vitórias e 10 decisões de título na sequência. Junior Cigano, que foi campeão da categoria peso-pesado em 2011 ao derrotar o famoso Cain Velasquez, mas que perdeu o título no ano seguinte, é outro importante nome brasileiro. José Aldo, campeão do peso-pena há mais de 2 anos, representa o país em uma das categorias mais rápidas do UFC. Vitor Belfort, Wanderlei Silva, Rogério Minotouro, Maurício Shogun e Antônio Pezão também conseguiram grande destaque no esporte.

Jon Kopaloff/Getty Images Sport/Getty Images

As lutas inesquecíveis

Anderson Silva e Vitor Belfort protagonizaram em 2011 uma das lutas mais memoráveis do UFC, que terminou com Silva dando um chute no rosto de Belfort, levando o lutador ao nocaute. Em 2007, o americano Chuck Liddell e Wanderlei Silva deram um show de chutes e socos, finalizado com a decisão unâmime do júri a favor da vitória de Lidell. Em 2011, Maurício Shogun e Dan Henderson saíram do ringue direto para o hospital, sem tempo nem de dar entrevistas. Os dois mostraram muita força e resistência aos ferimentos, e o júri deu a vitória a Handerson.

Ethan Miller/Getty Images Sport/Getty Images

O dinheiro

Tendo Anderson Silva, o principal nome brasileiro no UFC, como base dos valores dos cachês das lutas, nota-se que as cifras do esporte são milionárias. Silva chegou a receber mais de um milhão de dólares em 2011 depois da vitória contra o japonês Yushin Okami. Júnior Cigano, outro monstro das lutas, recebeu 400 mil dólares para defender seu título no final de 2012 contra Cain Velasquez. O amazonense João Aldo é outro brasileiro que fatura bastante. No início de 2013 recebeu cerca de 250 mil dólares para defender seu título na categoria Peso Galo.

Jeff Gross/Getty Images Sport/Getty Images

O octógono

O ringue onde os adversários do UFC lutam é chamado de octógono. Com 750 metros quadrados, oito lados e seis metros de altura, o ringue foi projetado com o objetivo de fornecer o máximo de segurança aos lutadores. Suas paredes possuem uma proteção de almofada, evitando que os competidores se machuquem e até mesmo sejam atirados para fora do espaço da luta. O próprio formato de octógono evita que o esportista fique encurralado em um canto, devido aos ângulos do ringue. Dentro do espaço de luta só é permitida a permanência dos dois competidores e do juiz.

Thinkstock/Comstock/Getty Images

A capital do UFC

Las Vegas, no estado de Nevada, nos Estados Unidos, é a sede do quartel-general do UFC. Lá estão seus principais executivos e também o palco dos principais eventos do esporte. Recentemente, o UFC começou a procurar novos países e cidades para sediar seus eventos, buscando assim uma maior popularização em várias partes do mundo. No entanto, Las Vegas continua recebendo grandes lutas, a maioria sediadas no Hotel e Cassino MGM. No Brasil, as cidades Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Jaraguá do Sul (SC), já receberam lutas do esporte.