Como preparar um plano de cuidado para idosos

Escrito por jennifer terry | Traduzido por marcos gabriel martins de oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como preparar um plano de cuidado para idosos
Os idosos devem ser tratados com carinho. (elderly lady image by pixelcarpenter from Fotolia.com)

Preparar um plano de cuidados para um idoso deve englobar todas as facetas da vida. No passado, planos de cuidados eram escritos apenas para os deficientes. Para melhorar a qualidade de vida, cuidadores criaram um plano universal de cuidados incorporando cuidados necessários na vida adulta. Esses planos de cuidados foram criados para prover assistência no ambiente natural da pessoa. Se o idoso mora em uma casa de repouso ou centro de saúde, os planos de cuidados ajudam a atender a necessidade de prover rotinas caseiras e sugerem formas de prover um estilo de vida saudável que se encaixe nas crenças e preferências pessoais dos idosos.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Avaliações atuais
  • Lista de recursos

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Revise a avaliação recente do paciente. Uma avaliação recente não será mais velha do que um ano a não ser que tenha havido uma mudança significante da situação do paciente.

  2. 2

    Observe a pessoa durante a rotina dela. Determine se existem tarefas que ele evita, como arrumar uma bagunça, cozinhar ou tomar banho. Considere se essas coisas são evitadas por serem muito difíceis para ela.

  3. 3

    Providencie um questionário para o paciente e/ou a família. O questionário deve focar na vida diária do paciente e seu estilo de vida. Os interesses e passatempos do paciente devem ser inclusos. Pergunte se existe algum interesse ou passatempo que ela gostaria de perseguir se ela não estivesse limitada pela sua atual condição física ou mental.

  4. 4

    Considere as descobertas feitas na revisão da avaliação recente, observação e questionário. Determine se existem dispositivos que possam ajudar o paciente com qualquer deficiência que ele tenha na vida diária.

  5. 5

    Escreva alvos pequenos para seu paciente se empenhar. O paciente deve ter direito de decidir se ele está interessado em trabalhar pelo alvo ou não. O paciente deve ser co-autor dos alvos. Os alvos devem ser escritos tendo em mente os pontos fortes e necessidades do paciente. Por exemplo, se o paciente pode andar com ou sem ajuda, ele deve ser encorajado a andar ao invés de ficar sentado na cadeira de rodas para prevenir quedas. As necessidades de cuidado identificadas devem ser administradas de forma a preservar a dignidade do paciente e promover a independência num grau possível para o paciente.

  6. 6

    Modifique ou remova qualquer barreiras que atrapalhem as escolhas do estilo de vida do paciente e os alvos do paciente.

Dicas & Advertências

  • Se você esta escrevendo um plano de cuidados para um paciente numa casa de repouso nunca planeje o mesmo passatempo para todos. Planeje baseando-se no interesse pessoal de cada um.
  • Sempre pergunte a opinião do paciente. Nunca suponha que o paciente quer fazer as coisas do seu jeito.

Não perca

Referências

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível