Como se preparar para o fim de uma relação terapêutica

Escrito por iris waichler | Traduzido por jesse mourao
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como se preparar para o fim de uma relação terapêutica
Um processo terapêutico pode desenvolver uma relação difícil de ser encerrada (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

As pessoas fazem terapia por diversas razões, mas todas têm um objetivo comum: obter orientação e desenvolver habilidades para lidar com os problemas ou disfunções que as trouxeram ali. Durante um processo de análise, desenvolve-se um relacionamento entre o paciente e o seu terapeuta, e algumas vezes pode ser desafiador para ambos decidirem como e quando encerrá-lo.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Informações sobre a cobertura do seu seguro de saúde mental, antes da primeira sessão
  • Estimativa do número de sessões necessárias (contate seu analista antes de começar)
  • Lista de seus objetivos de tratamento

Lista completaMinimizar

Instruções

    Objetivos e expectativas

  1. 1

    Esclareça como e quando irá terminar a sua terapia. Os analistas nem sempre estão certos sobre como finalizar o processo. De acordo com um estudo realizado no Journal Academy of Psychoanalytic Dynamics Psychiatry, "apenas 40% dos pacientes sentiram que a terapia terminou na hora certa, com 37% acreditando que terminou cedo demais e 23% afirmando que terminou muito tarde". O processo de finalização pode ser difícil tanto para o terapeuta quanto para o paciente.

  2. 2

    Defina metas de tratamento específicas com o seu analista, logo na primeira sessão, e faça uma lista dessas metas. Muitos analistas têm a filosofia de que a conclusão da terapia começa na primeira sessão. Esteja preparado para participar ativamente e aberto para tirar o máximo proveito de cada sessão. Certifique-se de obter informações sobre a cobertura do seu seguro de saúde mental antes da primeira sessão.

  3. 3

    Trabalhe em colaboração com o seu analista para determinar a forma de avaliar a concretização das metas de tratamento.

    O Dr. Gerald Corey, Doutor em Psicologia Analítica pela Universidade do Sul da Califórnia, recomenda estas orientações sobre como encerrar com sucesso uma relação terapêutica: 1. Ajude os pacientes a revisarem o sucesso alcançado na terapia. 2. Permita que eles discutam seus sentimentos de perda em relação à finalização das sessões; o analista deve analisar os seus próprios sentimentos em relação ao processo. 3. Discuta sobre o fim da terapia com os pacientes logo nas primeiras sessões de análise.

  4. 4

    Converse sobre o progresso alcançado quanto aos objetivos de tratamento em cada sessão. Ryan Howes, Ph.D, descreve a fase de término como "o período de tempo entre a percepção de que você está indo embora e o adeus final. Quanto tempo dura? Depende de há quanto tempo você está na terapia, do tipo de terapia, da natureza do seu problema e, finalmente, de tudo aquilo que você e o seu terapeuta determinarem".

  5. 5

    Ao final do processo de terapia, trabalhe os itens abaixo, recomendados pelo Dr. Howes:

    1. Reveja o que você aprendeu sobre si mesmo.
    2. Discuta quais objetivos não foram atingidos na terapia e o que fazer a respeito deles.
    3. Desenvolva seu "plano de cuidados posteriores": tudo o que você vai fazer uma vez encerrada a terapia.
    4. Fale sobre a relação terapêutica, do que você gostou e do que não gostou.
    5. Discuta e sinta o fim de seu relacionamento terapêutico.
    6. Fale sobre os outros sentimentos e memórias trazidos à tona por esse encerramento.

Dicas & Advertências

  • Seguir os passos descritos pelo Dr. Howe tornará a transição de encerramento da terapia mais confortável para você. Se há metas que não foram cumpridas, você pode discutir a possibilidade de uma sessão extra no futuro, quando você e seu analista podem se encontrar para rever o seu progresso.
  • Os pacientes podem escolher encerrar as sessões de terapia por conta própria, por insatisfação com o analista ou incapacidade de participar do processo ao nível exigido por ele. Ao invés de simplesmente abandonar a terapia, é aconselhável ir a uma sessão final, onde as questões problemáticas podem ser discutidas. Além de ser uma experiência de aprendizagem para ambos, proporcionará uma sensação de fechamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível