Como preservar o couro de um animal para o taxidermista

Escrito por dave p. fisher | Traduzido por max ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como preservar o couro de um animal para o taxidermista
O cuidado adequado do couro do animal assegura um empalhamento de qualidade (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

O primeiro passo para receber um empalhamento de qualidade do taxidermista é cuidar do couro do animal antes. Seja uma capa e cabeça de um veado ou ombro de alce, couro de lince ou pelo de urso, eles devem ser protegidos para não apodrecer. Uma vez que o pelo começa a cair e o couro a degenerar, este torna-se inútil e não pode ser salvo. Aprenda a como cuidar dele antes de sair para caçar.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Faca afiada
  • Sacos plásticos
  • Toalhas de papel
  • Sal de mesa

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Tire a pele do animal e apare toda a gordura e carne da lateral da pele. Retire o excesso de gordura com toalhas de papel absorventes.

  2. 2

    Leve o couro diretamente ao taxidermista. Essa é a melhor forma de preservar sua integridade.

  3. 3

    Deixe o couro esfriar por uma hora, enrole-o como um tapete e armazene-o em um local frio se não puder levá-lo logo ao taxidermista. Dessa forma, ele permanecerá em boas condições por um ou dois dias.

  4. 4

    Dobre o couro pela metade, carne contra carne, e enrole-o como um tapete. Coloque-o em dois sacos plásticos e ponha no freezer se não puder ser levado ao taxidermista por um tempo maior. Dessa forma, ele permanecerá em boas condições até um ano; mais que isso o gelo poderá queimá-lo.

  5. 5

    Salgue o couro se você estiver no campo e não puder ter contato com um taxidermista ou freezer por vários dias. Estique o couro e cubra a parte da pele por completo com sal; mantenha-o assim por 24 horas. Retire o sal e repita o processo, depois de 24 horas enrole o couro (sem sal) e mantenha-o o mais frio possível.

Dicas & Advertências

  • O sal agirá como um agente de conservação e removerá o excesso de umidade que causa o apodrecimento. Essa é uma boa técnica para quando se estiver em uma caçada na selva e o couro do animal só poderá ser levado ao taxidermista depois de alguns dias
  • O couro preservado com sal pode ser congelado, se necessário.
  • O apodrecimento depende muito da temperatura e umidade. Temperaturas mais baixas atrasam a degeneração; em temperaturas mornas ou quentes, o apodrecimento é imediato. Manter o couro resfriado é o fator mais importante.
  • Nunca use qualquer tipo de agente de curtimento em um couro destinado ao taxidermista, isso pode, aliás, causar problemas no processo de curtimento. O sal é o único ingrediente que deve ser usado em um couro que será manipulado pelo taxidermista.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível