Como prevenir pedra de oxalato de cálcio nos rins

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por andressa ferrari arevalo
Como prevenir pedra de oxalato de cálcio nos rins

Pedra de oxalato de cálcio

Oxalato de cálcio, um tipo de sal mineral, é o principal componente das pedras de rim em aproximadamente 80% dos casos. Sendo um subproduto comum da digestão e da eliminação do ser humano, geralmente é inofensivo. No entanto, em indivíduos que são suscetíveis a formação de pedras nos rins, o oxalato de cálcio pode levar a uma dor extremamente forte. Felizmente, com alguns ajustes na dieta e no estilo de vida, você pode limitar ou impedir a formação dessas pedras nos rins.

Outras pessoas estão lendo

Como as pedras de oxalato de cálcio se formam nos rins

O oxalato de cálcio é formado no intestino grosso, quando fontes de cálcio da dieta se unem com o sal de ácido oxálico (oxalato). Oxalato é produzido principalmente no fígado, mas também está contido em uma série de alimentos. Quando o oxalato se junta as moléculas de cálcio, ele as torna mais ou menos insolúvel. Quando o oxalato de cálcio entra nos rins, pode formar cristais na urina. Ainda assim, uma vez que a maioria das pessoas não possuem a tendência de formar pedras nos rins, isto não é um problema. E mesmo nas pessoas predispostas a formação de pedra no rim, a maior parte dos cristais produzidos são pequenos demais para causar problemas. No entanto, quando as pedras ficam grandes o suficiente, elas podem se alojar nos rins ou no trato urinário, causando extrema dor e desconforto.

Prevenção básica

Para identificar se as pedras nos seus rins foram causadas ​​por oxalato de cálcio, você terá que consultar o seu médico. As pedras podem se originar de fontes diferentes e, portanto, você precisa saber a causa para tratar dos problemas em potencial. Um método de prevenção que se aplica a todos os tipos de pedras é se manter adequadamente hidratado. Baixo consumo de água pode levar a eliminação de uma urina muito concentrada, e isso leva à construção de um ambiente ideal para predispor a formação de cristais sólidos pelo oxalato de cálcio. Se você já teve pedras nos rins e está tentando evitar o retorno das mesmas, os médicos geralmente recomendam uma ingestão diária de líquidos. Se você está com risco de formação de pedras, beba bastante água porque é uma excelente linha de defesa.

Passos adicionais

Se você é diagnosticado com pedras desse tipo, diminua ou elimine os alimentos com quantidades significativas de oxalato, tais como espinafre, beterraba, ruibarbo, acelga, gérmen de trigo, chocolate, amendoim, quiabo, batata doce, fígado, grãos, uvas, pimentão verde, salsão, morango e chá preto. Muitos alimentos contêm oxalato em concentrações mais baixas, mas eles geralmente não apresentam muito risco. Consulte um nutricionista para obter mais informações sobre alimentos contendo essa substância. Embora possa parecer um pouco contra-intuitivo, você pode se beneficiar aumentando moderadamente o seu consumo de cálcio. Oxalatos livres na urina aumentam a tendência de formação de pedras. O cálcio ingerido de forma adequada irá se ligar com oxalatos livres na urina o suficiente para diminuir as suas chances gerais de formação de pedras. Certifique-se, no entanto, de obter o seu cálcio a partir de fontes alimentares (produtos lácteos de preferência) porque tomar suplementos pode aumentar suas chances de formação de pedras nos rins. Consulte o seu médico para determinar um nível aceitável de consumo.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media