×
Loading ...

Principais grupos ativistas que lutam contra a poluição

Enquanto países desenvolvidos aumentam a produção e o mercado de consumo cresce e fica aquecido, grupos de ativistas caminham em sentido contrário: pregando contra o consumismo desenfreado, contra o crescimento sem planejamento e lembrando que o meio ambiente é quem sofre com o excesso de poluição. Os principais grupos de ativismo contra a poluição são o Greenpeace, o WWF e o SOS Mata Atlântica. Essas Organizações Não Governamentais (ONGs) são tradicionais e exercem papel importante na luta contra a poluição. Saiba mais sobre elas.

ONGs lutam contra consumismo desenfreado, contra poluição e pelo meio ambiente (violetkaipa/iStock/Getty Images)

Greenpeace

Um dos grupos mais conhecidos no combate à poluição, o Greenpeace tem sede em Amsterdã, na Holanda, e está presente em mais de 40 países, inclusive no Brasil. Fundado no Canadá em 1971 por imigrantes americanos, a organização conta com mais de três milhões de colaboradores, sendo 40 mil em terras brasileiras. São conhecidos por suas campanhas criativas e ousadas e já alcançaram diversas vitórias, em ações contra o desmatamento, as mudanças climáticas, a caça às baleias azuis. O Greenpeace está no Brasil desde 1992, quando foi realizado o fórum em defesa do Meio Ambiente no Rio de Janeiro, a Eco-92.

Loading...
Greenpeace é conhecido por campanhas ousadas e criativas (Hagen Hopkins/Getty Images News/Getty Images)

Projetos do Greenpeace

Entre os projetos do Greenpeace no Brasil também se destacam o programa Cidade Amiga da Amazônia, o Guia do Consumidor, que conta com uma lista de produtos fabricados com transgênicos e sem eles; e a campanha em prol do clima, a Mude o Clima. A excessiva poluição e o desmatamento influem no clima e têm aumentado a temperatura global, o que causa mudanças climáticas como tempestadas, com consequentes enchentes, nevascas e calor em excesso.

Entre as lutas do Greenpeace, está pelo fim dos transgênicos em plantações (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

SOS Mata Atlântica

A Fundação SOS Mata Atlântica é uma organização não governamental que foi criada em 1986 para defender a Mata Atlântica, como o próprio nome diz. A meta é manter o que resta desse tipo de vegetação nacional, conservando os patrimônios naturais e históricos e auxiliando os animais selvagens dessa região. Sem a vegetação natural, a poluição cresce. A ONG privada é financiada por meio de doações de empresas que se identifiquem com a causa, sejam bancos, indústrias alimentícias ou automotivas.

SOS Mata Atlântica quer preservar o que resta desse tipo de vegetação (Goodshoot/Goodshoot/Getty Images)

Projetos do SOS Mata Atlântica

Entre os principais projetos da Fundação SOS Mata Atlântica estão o Clickarvore, a Estrada Parque de Itu, o Floresta do Futuro, o Mata Atlântica vai à Escola. Por meio dos projetos, a ONG trabalha com a cidadania, incentivando as pessoas a cuidarem do meio ambiente e preservar os recursos naturais. Por meio do Clickarvore, a SOS Mata Atlântica trabalha com a doação de mudas pela internet. O objetivo é conseguir iniciativas locais de restauração de áreas. Pelo Floresta do Futuro, sociedade civil organizada, iniciativa privada, proprietários de terra e o poder público atuam em conjunto em um programa de restauração florestal.

ONG visa à preservação dos recursos naturais (Siri Stafford/Digital Vision/Getty Images)

WWF

A ONG World Wide Fund, conhecida como WWF, foi fundada em 1960 e está presente em mais de 140 países. Seu início se deu com a viagem de Sir Julian Huxley, primeiro diretor-geral da UNESCO (organização das Nações Unidas para educação, cultura e ciência) à Africa Oriental, onde ele viu a destruição do habitat natural e a caça indiscriminada de muitos animais. O logo da WWF é o urso panda. No Brasil, o WWF concentra suas ações especialmente nas áreas do Cerrado, na Mata Atlântica e no Pantanal.

Mata Atlântica, Pantanal e Cerrado são focos de ação do WWF (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Hora do Planeta

Uma de suas iniciativas mais conhecidas da ONG WWF é a Hora do Planeta. Uma vez por ano, durante uma hora, pessoas, empresas e governos são convidados a manter as luzes apagadas e todos os eletrodomésticos da casa e das empresas desligados. O objetivo da Hora da Planeta é demonstrar a preocupação com o aquecimento do planeta, o que tem causado mudanças climáticas e o degelo das calotas polares. O planeta se aquece devido a emissões de gases, inclusive os poluentes.

Na Hora do Planeta, pessoas e empresas desligam luzes e eletrodomésticos (John Howard/Digital Vision/Getty Images)
Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...