Mais
×

As principais igrejas evangélicas do Brasil

Charley Gallay/Getty Images Entertainment/Getty Images

Introdução

Segundo as informações do último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), realizado em 2010, os evangélicos foram o grupo religioso que mais cresceu nos últimos 10 anos. Em números totais, 42,3 milhões de brasileiros se declaram evangélicos, formando 22,2% da população do país. Comparado ao censo anterior, quando a religião evangélica detinha 26,2 milhões de membros, foi um crescimento de mais de 60%. Os brasileiros frequentam várias vertentes evangélicas, que possuem diferenças de crenças e costumes entre si. Conheça aqui as principais igrejas evangélicas do Brasil.

Charley Gallay/Getty Images Entertainment/Getty Images

Assembléia de Deus

Maior organização evangélica, com 12.314.410 fiéis segundo o Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a Assembléia de Deus já tem mais de um século de presença no Brasil. A igreja começou em 1910 em Belém, no Estado do Pará, e desde então não parou de ganhar novos membros. Sua doutrina foi muito mais radical que atualmente, já que chegou a probir, até meados dos anos 90, que seus membros assistissem televisão. Por ser uma denominação tão grande, a Assembléia de Deus possui várias divisões. Alguns dos templos mais conservadores restringem o uso de certas roupas e a maquiagem entre as mulheres, porém outros não enxergam problema nisso. O Pastor Silas Malafaia é um dos líderes mais conhecidos da igreja.

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Igreja Batista

A Igreja Batista é a maior igreja evangélica não pentecostal do Brasil, tendo, segundo o último censo, 3.723.853 membros. Sua doutrina se difere bastante da Assembléia de Deus e da Igreja Universal, que pregam mais a teoria da prosperidade. Os batistas chegaram no Brasil em 1867, quando um grupo de americanos que fugiam da Guerra Civil dos Estados Unidos se estabeleceu no oeste do Estado de São Paulo. A Primeira Igreja Batista do Brasil foi fundada por esse grupo em Santa Bárbara d'Oeste em 1871.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Congregação Cristã do Brasil

A Congregação Cristã do Brasil foi a primeira ordem pentecostal a se instalar no país. Atualmente 2.289.634 pessoas são membros dessa igreja, que possui algumas práticas únicas durante seus cultos. No templo há uma separação dos assentos entre os sexos: homens se sentam de um lado e mulheres do outro. O véu também deve ser usado pelas fiéis. Existe uma padronização dos cultos em todas as igrejas do país, assim um membro pode frequentar qualquer templo e se sentir em casa. A origem da Congregação Cristã do Brasil data de 1910, quando o americano Louis Francescon realizou o primeiro batismo da denominação na cidade de Santo Antônio da Platina, no Paraná.

Charley Gallay/Getty Images Entertainment/Getty Images

Igreja Universal do Reino de Deus

Provavelmente uma das igrejas evangélicas mais famosas do Brasil, devido aos seus cultos televisivos e à presença constante na mídia, a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) possui, segundo o Censo de 2010, 1.873.243 membros. Fundada por Edir Macedo em 1977, hoje possui cerca de 10 mil pastores. A IURD é a maior igreja neo pentecostal do país, caracterizada por uma forte ênfase na teologia da prosperidade, uma procura incessante de revelações de Deus no cotidiano e curas sobrenaturais. Atualmente a Igreja Universal é dona de um verdadeiro império midiático, tendo a Rede Record de Televisão como um de seus maiores bens.

Jared Wickerham/Getty Images News/Getty Images

Igreja do Evangelho Quadrangular

Segundo o último censo, 1.808.389 se declararam fiéis da Igreja do Evangelho Quadrangular no Brasil. O pastor americano Harold Edwin Williams foi o responsável pela implantação da denominação no país, quando em 1951 fundou o primeiro templo na cidade de São João da Boa Vista, no Estado do São Paulo. O nome da Igreja Quadrangular vem dos quatro pontos em que os fiéis baseiam sua fé em Jesus Cristo: O Salvador, o Batizador no Espírito Santo, o Grande Médico e o Rei que voltará.

Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images

Igreja Adventista do Sétimo Dia

No Brasil, segundo o último censo de 2010, 1.561.071 pessoas se declararam membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Sua principal diferença em relação às outras igrejas evangélicas é a observação do dia do sábado. Para os adventistas esse dia deve ser usado para culto e descanso, e não o domingo. A denominação é conhecida pela sua tradição de fundar escolas em várias partes do país, que aceitam estudantes de qualquer tipo de crença. A Igreja chegou ao Brasil em meados de 1890, quando o pastor Albert B. Stauffer desembarcou no país para pregar sua fé.

Goodshoot/Goodshoot/Getty Images

Igreja Luterana

A Igreja Luterana é uma das organizações evangélicas mais tradicionais, com sua raiz na Reforma Protestante de Martin Lutero em 1517. Atualmente no Brasil 999 mil pessoas se declaram luteranas, principalmente nas região Sul do país em cidades com forte colonização alemã. Desde o século XVI já existiam indícios de luteranos no país, porém só em 1824 que a denominação chegou oficialmente no Brasil, quando o pastor Friedrich Osvald Sauerbronn fundou a primeira comunidade na cidade de Nova Friburgo, no estado do Rio de Janeiro.

Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images

Igreja Presbiteriana

No Brasil cerca de 921 mil pessoas são membros da Igreja Presbiteriana segundo o último censo do IBGE. Dividida em aproximadamente 6.200 templos e congregações, a denominação é uma das mais antigas do país. Seu primeiro missionário, o americano Ashbel Green Simonton chegou ao Brasil em 1859, fundando a primeira igreja presbiteriana no Rio de Janeiro três anos mais tarde. O presbiterianismo é originário da reforma protestante, que resultou em sua fundação em 1560 na Escócia, quando as ideias de Martin Lutero começaram a se espalhar pela Europa.