Problemas do dorso inferior e sensações de formigamento na vulva

Escrito por kay jenkins | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Problemas do dorso inferior e sensações de formigamento na vulva
Vulvite associada a dor lombar inferior pode refletir um câncer vulvar. (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Formigamento, coceira, desconforto, atrito ou dor na vulva, acompanhados de dor lombar inferior, são indicações de uma infecção progressiva. Vulvite, também conhecida como inflamação da vulva, quando acompanhada de dor lombar inferior, também reflete doenças mais severas, tais como câncer vulvar.

Outras pessoas estão lendo

A vulva

A vulva é a tricotomia externa da anatomia inferior de uma mulher incluindo os lábios maiores, os lábios menores e o clitóris. O períneo, ou pele divisória que separa a abertura vaginal do ânus, é também considerado como uma parte da vulva. Nesse sentido, a vulva consiste nos lábios vaginais (interno e externo), no clítoris e em todos os tecidos moles que circundam a vagina, excluindo a vagina. Em certas ocasiões, a vulva pode se tornar inflamada ou até mesmo infectada; a condição é chamada de vulvite e pode ser moderada ou severa se não for tratada.

Vulvite e dor lombar

De acordo com o Manual de Merck, vulvite é a inflamação da vulva, exclusivamente. No entanto, quando ambas a vulva e a vagina estão inflamadas em conjunto, é chamada de vulvovaginite. Vulvite pode ser causada por uma miríade de fatores internos e externos. Reações alérgicas a substâncias tópicas ou a materiais que toquem a vulva, tais como sabões, banhos de espuma, tecidos e perfumes, podem produzir dermatite. Infecções por levedura e doenças sexualmente transmissíveis, tais como herpes, também induzem a inflamação da vulva da mesma forma que a infestação por piolhos pubianos (Pediculose pubiana). Quando deixada sem tratamento, a vulvite pode causar inflamação dos linfonodos localizados próximos à virilha. Assintomaticamente, pode ocorrer dor na virilha e dor lombar inferior. De acordo com o site MedicineNet.com, a cândida pode estar presente normalmente em pequena quantidade em algumas mulheres e não causar a doença. A presença de cândida sem sintomas de infecção não requer tratamento.

Câncer vulvar e dor lombar

De acordo com o site Canceranswers.com, os primeiros estágios de cânceres vulvares são livres de sintomas. À medida que a doença progride, no entanto, os sintomas podem incluir uma visível aparência de caroço ou inchaço na vulva. O caroço também pode aparecer como uma lesão ou uma ferida aberta que se alarga com o passar do tempo. O carcinoma vulvar também inclui coceira intensa (prurido), dor localizada e inchaço de linfonodos na área pélvica (linfadenopatia), que é uma indicação de infecção. Irregularidades urinárias e intestinais, sangramento e dor lombar inferior, juntamente com dor óssea, podem também aparecer à medida que o câncer se espalha para os linfonodos para-aórticos, afirma o site Canceranswers.com.

Diagnóstico, tratamento e prevenção

Até 2010, não existia nenhum método preciso para prevenção de dor lombar inferior associada a vulvite ou câncer vulvar, apesar de ser presumido que a adoção de práticas de sexo seguro pode minimizar o risco. O diagnóstico de dor lombar inferior e desconforto vulvar começa com uma inspeção completa da vulva, análise de urina e um exame de Papanicolau para excluir infecção. O tratamento para vulvite simples inclui a aplicação externa de cremes vaginais e/ou supositórios internos comprados a livre demanda ou prescritos por um ginecologista (para forças maiores), com ou sem antibióticos orais. Se um caroço ou inchaço está presente, o ginecologista pode sugerir uma biópsia com o objetivo de excluir carcinoma vulvar. O tratamento de carcinoma vulvar inclui tratamentos similares aos tratamentos de outros cânceres (radiação, remoção cirúrgica). O câncer de vulva é raro; mesmo assim, aquelas que estão em risco devem realizar checagens rotineiras para caroços ou inchaços incomuns na vulva.

Irritação vulvar geral

De acordo com os Manuais de Merck, a irritação vaginal e/ou infecção pode ser causada por bactéria, levedura e uma superabundância de outros microrganismos. A acidez reduzida (pH aumentado) na vagina agrava o quadro, da mesma maneira que a higiene pobre, que perpetua a infestação bacteriana da vulva e da vagina. Calcinhas apertadas e não absorventes causam um aprisionamento de umidade, que resulta em crescimento de bactérias e leveduras. Danos teciduais também causam irritação (rachaduras, feridas, arranhões) e, se não forem tratados, podem causar infecção.

Dor lombar inferior geral

Dor lombar inferior não é um sintoma comum entre mulheres. A síndrome pré-menstrual, a gravidez, o estresse, a tensão, os cistos ovarianos (câncer) e outras condições causam dor lombar inferior. A aplicação de uma almofada aquecida ou uma garrafa de água quente na área afetada, juntamente com um relaxante muscular, pode minimizar parte da tensão nas costas. Para dores de maior intensidade, a consulta a um obstetra e um ginecologista é sugerida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível