Problemas com óculos sem armação

Escrito por carolyn ritter | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Problemas com óculos sem armação
Óculos sem armação são lisonjeiros e leves (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Óculos de grau podem ser estilosos, bem como funcionais. E estão disponíveis em três modelos básicos: com armação estruturada ao redor de ambas as lentes, com meia armação ao redor da parte superior ou - raramente - na parte inferior das lentes e sem armação alguma ao redor da lentes.

Em 2006, 15 por cento de todos os óculos de grau vendidos nos Estados Unidos foram do modelo sem armação. Esse modelo é leve e combina com o rosto do usuário. Entretanto, algumas desvantagens são associadas a ele.

Outras pessoas estão lendo

A moda para os olhos e seus componentes

A maioria dos óculos é feita de duas lentes; uma ponte ou peça central, a qual é uma peça curta conectando as duas lentes; e duas pernas, as quais descansam sobre as orelhas do usuário. Os modelos sem armação são fixados em um suporte que amortece e ajuda a proteger as lentes.

Lentes lascadas

As bordas expostas nos óculos sem armação podem lascar se você os derrubar numa superfície dura. As lentes Trivex são ideais para esse modelo devido à sua resistência inerente, de acordo com o oculista certificado Renee Bentley. As lentes de policarbonato e de índice superior são opções secundárias.

Você pode solicitar uma camada de tratamento especial para suas lentes. Essa camada é aplicada sobre toda a sua superfície e fornece proteção adicional contra danos.

Parafusos e sistema Hexagonal

As pernas dos óculos sem armação são fixadas diretamente nas lentes e na ponte por meio de um dos três sistemas básicos de montagem.

O profissional do laboratório ótico faz furos em cada lente com um sistema de parafusos. Então, um parafuso e uma porca hexagonal são usados para fixar as lentes à peça central e às pernas. Os furos podem criar pontos de tensão e tornar as lentes susceptíveis a lascar e descascar.

A equipe da ótica usa uma ferramenta pequena, em forma de cone e chanfrada a fim de lixar os furos para que a superfície fique lisa. O laboratório pode aplicar um aro de metal ou de plástico, ou uma bucha de plástico sob a cabeça do parafuso para diminuir a tensão.

Óculos manufaturados com parafusos e sistema hexagonal são mais propensos a rachaduras que aqueles feitos usando um sistema sem furos ou compressão. Os parafusos podem se soltar e deslocar o óculos. Berley aconselha seus clientes a remover seus óculos usando ambas as mãos. "Quando se usa apenas uma mão para remover e colocar os óculos, você está aplicando força desigual na armação e isso ajuda a afrouxar as lentes e desalinhar a armação".

Compressão e sistema sem furos

Outro método de fabricação utiliza a tecnologia da compressão. A ponte e as pernas, com uma bucha ou uma pequena tampa redonda, são prensadas através dos furos. Essa técnica cria menos pressão nas lentes que os parafusos e amortece o movimento lateral que pode contribuir para lascar e deslocar as lentes.

Um sistema de tensão sem furos utiliza uma linha fina coberta de aço inoxidável ou de nylon encaixada numa canaleta fina nas bordas de cada uma das lentes para segurá-las, circundando-as e passando através da peça central até um conector escondido no cabo, dentro da perna do óculos. O profissional do laboratório usa um parafuso tensionador para apertar o cabo e segurar as lentes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível