Problemas de saúde relacionados aos vazamentos de gás natural

Escrito por deyanda flint | Traduzido por ricardo soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Problemas de saúde relacionados aos vazamentos de gás natural
Um vazamento de gás pode provocar sérias explosões e danos à saúde (David De Lossy/Photodisc/Getty Images)

O gás natural é um combustível fóssil, é formado quando camadas de plantas e animais enterrados são expostos a pressão e calor durante milhares de anos. Ele é composto principalmente por metano, o qual é um composto altamente inflamável. Na sua forma mais pura, o gás natural é incolor e inodoro. As empresas produtoras de gás incluem um odor de aviso a ele para que auxilie na detecção de qualquer vazamento. Embora o gás natural desempenhe um papel importante na indústria automobilística, onde é amplamente utilizado como combustível em veículos, um vazamento de gás natural pode representar sérios problemas de saúde.

Outras pessoas estão lendo

Problemas de saúde comuns

A exposição ao gás natural através de vazamentos pode ser prejudicial. Isso pode levar a explosões e representa sérios riscos à saúde que às vezes são fatais. Pequenos vazamentos de gás se acumulam ao longo de um período de tempo e adicionam uma quantidade significativa de poluentes que perturbam o sistema imunológico e outras funções corporais. De acordo com a National Library of Medicine, "Se ocorrer um vazamento de gás natural e for grave, o oxigênio pode ser reduzido, causando tontura, fadiga, náusea, dor de cabeça e respiração irregular". Os vazamentos também podem causar sérios danos às plantas, afetando o ecossistema ambiental.

Asfixia

Um dos principais efeitos na saúde devido aos vazamentos de gás natural (ou exposição ao metano) é a asfixia. É um problema de saúde grave, pois o corpo não é capaz de obter o fornecimento de oxigênio suficiente, o que pode levar a perda de consciência, danos no cérebro e à morte. Pessoas com sensibilidade química múltipla são mais suscetíveis a esta doença.

Efeitos no sistema respiratório

Os vazamentos e combustão subsequente de gás natural liberam grandes quantidades de vapor de água, cinzas, compostos orgânicos voláteis e fumaças tóxicas na atmosfera. Essas partículas e substâncias passam pelo nosso sistema respiratório e entram profundamente nos pulmões e no corpo provocando doenças respiratórias. Além disso, o gás natural é mais leve do que o ar e, portanto, sobe, concentrando-se mais perto da cabeça. Os sintomas associados, tais como pneumonia, náusea, vômito, respiração irregular, perda de memória, fadiga, sinusite e dor de cabeça também são causados pela exposição aos vazamentos de gás natural em concentrações mais baixas. Alguns outros efeitos adversos incluem flatulência, diarreia, constipação, depressão, coceira na genitália e dor nas mãos e pernas.

Efeitos fisiológicos

O metanotiol (metil mercaptano) ou etanotiol (etil mercaptano) é o odorante que é adicionado pelas empresas de gás natural para detectar o seu vazamento. Quando inalado em quantidades suficientes, provoca efeitos fisiológicos, tais como tontura, dor de cabeça, vômito, calafrios, febre e perda de consciência. O gás natural também pode conter vários contaminantes como PCBs (bifenil policlorado), benzeno, tolueno e radônio (está presente no gás natural em seu estado original). Inalamos benzeno e tolueno durante os vazamentos de gás e representam sérias ameaças à saúde. Os PCBs, benzeno e radônio são cancerígenos (causadores de câncer), enquanto o tolueno pode causar danos aos órgãos reprodutivos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível