Procedimento de stent para cálculo renal

Escrito por jill lee | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Procedimento de stent para cálculo renal
Cálculos renais são depósitos de minerais que se cristalizam nos rins ou nos ureteres (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Cálculos renais são depósitos de minerais que se cristalizam nos rins ou nos ureteres, que são os tubos que transportam urina desses órgãos para a bexiga. Alguns cálculos renais são eliminados por si mesmos, enquanto outros requerem tratamento médico. Um stent é um tubo flexível e oco, usado para tratar esses cálculos em certas circunstâncias.

Outras pessoas estão lendo

Quando se utilizam stents

Seu médico pode decidir inserir um stent em combinação com outra cirurgia para quebrar ou remover completamente o cálculo. Se um cálculo particularmente grande for removido, você poderá ter um edema extenso. Neste caso, seu médico poderá inserir um stent para manter o ureter aberto para que a urina possa fluir livremente para sua bexiga. Você pode ter um cálculo que o médico não possa remover por ser muito grande ou estar em uma área em que a remoção cirúrgica seja impossível. Neste caso, ele poderá usar um stent para que o cálculo não se movimente, obstruindo os ureteres. Se já houver obstrução em um ureter, o stent poderá ajudar a desimpedir a passagem.

Como são colocados os stents

Na maioria das vezes, os stents ureterais colocados em pacientes com cálculos renais são os chamados duplo J. O stent é um tubo longo e reto com um gancho curvo em cada ponta. Uma ponta enrola-se em seu rim e a outra curva-se dentro de sua bexiga. Você recebe anestesia geral para não sentir o procedimento. O cirurgião introduz um instrumento para exame, chamado citoscópio, dentro de sua uretra e movimenta-o para cima, até a bexiga e abertura do ureter. Quase sempre, é inserido um fio-guia, onde será colocado o stent. Este é introduzido sobre o fio-guia, e tanto o fio como o citoscópio são retirados.

Recuperação e remoção

A retirada de um stent ureteral geralmente é rápida, e a maioria dos pacientes apresenta bem poucos efeitos colaterais após o procedimento. Pode-se notar aumento da micção ou maior urgência em urinar. A dor, pressão ou desconforto nas costas, à micção, também são comuns após o procedimento. A maioria dos sintomas melhora em alguns dias, mas informe seu médico sobre quaisquer efeitos colaterais.

Quando o médico decidir retirar o stent, você será submetido a um procedimento ambulatorial. A retirada do stent geralmente leva apenas cerca de um minuto. Normalmente, não é usada anestesia e sua remoção pode ser desconfortável, mas não dolorosa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível