Procedimentos para a quimioterapia portocath

Escrito por l.a. o'hare | Traduzido por agmar vitti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Procedimentos para a quimioterapia portocath
Quimioterapia portocath (Ports are available in a number of varieties. Dr. Kozez, MD: konez.com.)

Outras pessoas estão lendo

Tipos e função

O portocath é um equipamento colocado sob a superfície da pele de um paciente para permitir o acesso fácil de medicamentos aos órgãos ou ao sistema circulatório. A quimioterapia pode ser severa à pele e às veias. A inserção de um portocath venoso central ou intraperitonial ajuda a proteger o corpo do paciente contra danos desnecessários às veias periféricas dos braços e pernas. Existem dois tipos comuns de portocath: os intraperitoniais (IP) e os venosos centrais (VC). Um IP-port permite o acesso à cavidade abdominal e é indicado nos casos de câncer ovariano e gastrointestinal. Um VC-port é inserido em veias centrais abaixo da clavícula para a maioria dos outros tipos de câncer. Uma vantagem adicional do C-port é que o sangue também pode ser retirado por ele, eliminando a necessidade de mais uma picada.

Procedimentos para a quimioterapia portocath
A quimioterapia pode ser severa à pele e às veias (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

Colocação

Um portocath possui um pequeno reservatório de titânio recoberto de borracha. Um pequeno tubo plástico ou cateter é preso a um dos lados que será ou enfiado em uma veia ou na cavidade abdominal. O portocath é colocado no corpo por um cirurgião ou radiologista. A colocação é uma simples cirurgia ambulatorial feita sob anestesia geral ou local, dependendo do médico. Ele faz uma incisão de 5 cm dentro de um bolso sob a pele, coloca o reservatório e posiciona o cateter no lugar. Um raio X é feito para assegurar que o cateter está corretamente posicionado. Após a inserção, uma pequena saliência ficará sob a pele e ela geralmente não é percebida por outras pessoas. Assim como em todo procedimento médico, durante a recuperação em casa os pacientes devem monitorar sua temperatura e imediatamente relatar sintomas como falta de ar, dor no peito e incapacidade de urinar.

Procedimentos para a quimioterapia portocath
A colocação do portocath é feita através de uma cirurgia (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Uso e cuidados

O acesso ao portocath é feito por uma agulha Huber. A área sob o reservatório é limpa com álcool antes da inserção da agulha. A agulha é acoplada ao tubo. A quimioterapia é administrada pelo tubo. A enfermeira insere o medicamento junto com um anticoagulante, como a heparina, para limpar os canais e dissolver sangue coagulado. A heparina não é usada com o IP-port. Nesse caso, uma simples salinização resolve. Uma vez que o sangue é retirado e a quimioterapia administrada, a enfermeira enxágua o portocath novamente e remove a agulha. É importante perceber que o portocath que não é frequentemente usado precisa ser limpo por uma enfermeira pelo menos uma vez ao mês. Uma vez que a quimioterapia estiver terminada, o portocath é retirado por um médico em um procedimento ambulatorial.

Procedimentos para a quimioterapia portocath
O acesso ao portocath é feito por uma agulha Huber (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível