Como é o processo de pelo encravado

Escrito por jennifer garcia | Traduzido por fatima mesquita
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como é o processo de pelo encravado
Pelos encravados antes e depois (www.tgfolk.net, www.epilationclinic.com)

Outras pessoas estão lendo

O que é um pelo encravado

O pelo encravado é o resultado de um fio que cresce para dentro. O problema tende a se desenvolver na raiz do pelo, que é pontiaguda e, normalmente, cresce de modo reto. Mas, às vezes, alguma coisa impede que isto aconteça e o pelo curva-se, então, em si mesmo, reentrando no mesmo folículo. Quando isto ocorre, o pelo encrava.

O problema é mais comum com quem tem cabelos crespos ou mais grossos, mas qualquer um está sujeito a passar por isso. E quando o pelo encrava, a região fica arroxeada e uma pústula ou alguns pequenos caroços vermelhos podem cobrir a área afetada.

Como é o processo de pelo encravado
Pelos encravados antes e depois

Causas do surgimento de um pelo encravado

Há diferentes causas possíveis para o surgimento de pelos encravados. Alguns deles podem aparecer como resultado da falta de uma higiene adequada, mas há também casos que estão relacionados a questões técnicas.

A causa mais comum de pelos encravados é uma depilação ou barbear incorreto, seja com máquina, lâmina, cera, pinça ou qualquer outro método. Se a ponta do pelo é cortada rente à pele durante o processo, o pedaço restante pode mesmo crescer na direção errada, para dentro. Quando isto ocorre, o fio se desenvolve em um padrão circular apertado abaixo da pele, causando o encravamento. Células mortas da pele que por algum motivo ficam presas dentro de um folículo também podem gerar irritação e o surgimento de pelos encravados. Se um barbeiro ou depiladora usa equipamento que não esteja devidamente limpo, pode haver uma infecção e o surgimento de pelos encravados.

Como é o processo de pelo encravado
Veja a estrutura de um pelo

Como prevenir pelos encravados

O pelo encravado é, basicamente, uma resposta inflamatória do corpo a uma infecção. Porque este fio pode causar o surgimento de uma pústula e tentar crescer abaixo da pele, o seu corpo reage com uma inflamação na área, em uma tentativa de expulsá-lo de uma vez por todas.

Depois que o fio já está encravado, é difícil livrar-se dele. Em alguns casos, há uma pústula que você poderá tentar romper para liberar o fio e até mesmo retirá-lo com uma pinça. Mas há também situações em que parece impossível romper a barreira da pele para chegar até o pelo. Se isto acontecer, o melhor a fazer é manter a área limpa, lavando-a com sabão antibactericida pelo menos duas vezes por dia. Você também pode aplicar álcool isopropílico ou, se preferir, peróxido de hidrogênio. Isto pode amenizar a inflamação e reduzir a vermelhidão e o incômodo.

Antibióticos, em geral, não funcionam com pelos encravados, a não ser que haja uma infecção muito grave.

O melhor a fazer para evitar o problema é cortar o mal pela raiz. Após barbear, depilar ou fazer uso de uma pinça, aplique um produto que acalme a pele ou use álcool isopropílico na área, mas cuidado: este álcool pode causar a sensação de queimadura e um outro tipo de irritação da pele. As loções pós-barba também ajudam a prevenir pelos encravados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível