Prognóstico de estágio inicial de linfoma de células T

Escrito por katlyn joy | Traduzido por wladimir d. uszacki
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Prognóstico de estágio inicial de linfoma de células T
Quanto mais cedo o câncer for descoberto, maiores são as chances do tratamento (Chris Hondros/Getty Images News/Getty Images)

Linfomas de células T são um tipo raro de linfoma não Hodgkin, que compõem cerca de 10% de todos os linfomas não Hodgkin. Já que há muitos subtipos de linfoma de células T e cada um é relativamente raro, é difícil apontar um prognóstico preciso. O linfoma é um câncer dos linfócitos -- um tipo de glóbulo branco. As células T são um tipo específico de linfócito.

Outras pessoas estão lendo

Estatísticas gerais de não Hodgkins

Em 2009, nos Estados Unidos, foram 65.980 novos casos de linfoma não Hodgkin, e 19.500 mortes registradas, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer. Em média, cerca de 50% a 80% de todos os pacientes com linfoma não Hodgkin sobrevivem cinco anos ou mais.

Taxas de sobrevida dos linfomas de células T contra os de células B

Geralmente, as taxas de sobrevivência são maiores para os linfomas de células B do que de células T. Isto provavelmente se deve ao fato de existirem menos casos de linfomas de células T e de que sabe-se pouco sobre quais são os melhores tratamentos para cada um dos vários subtipos.

Fatores

O prognóstico varia de acordo com o tipo e estágio da doença quando diagnosticada e da saúde geral e idade do paciente.

Sobrevida e taxas de cura

As formas mais agressivas de linfomas não Hodgkin podem ser fatais, mas têm uma maior probabilidade de cura com quimioterapia. Os linfomas de baixo grau têm uma taxa de sobrevivência maior, frequentemente de 10 anos ou mais, mas muitas vezes não têm cura​​.

Taxas de sobrevida por tipo

O linfoma cutâneo primário de grande célula anaplásica tem o melhor prognóstico, com taxa de sobrevivência de cinco anos de 78%, enquanto os de célula T periférica, anaplásico de grandes célula de fenótipo T/Null e linfoma angioimunoblástico têm uma taxa de sobrevivência de cinco anos juntos de 38% a 43%. Os linfomas de células NK/T extranodais e associados à enteropatia estão na categoria de menor taxa de sobrevivência de cinco anos, com um prognóstico de 22% a 24%.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível