Programa de treinamento do Mike Tyson

Escrito por steve silverman | Traduzido por ricardo guardati
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Programa de treinamento do Mike Tyson
Myke Tyson foi um dos maiores pesos pesados da história do boxe (Boxing image by patrimonio designs from Fotolia.com)

Mike Tyson foi um dos pesos pesados mais ferozes e com um dos socos mais fortes da história do boxe. Mesmo tendo vários problemas dentro e fora do ringue, mais tarde em sua carreira, ele treinava rigorosamente enquanto escalava os degraus do boxe.

Outras pessoas estão lendo

Treinamento de força

Mike Tyson começou a treinar na adolescência. Depois da morte de sua mãe quando ele tinha 16 anos, Tyson se tornou discípulo do treinador Cus D'Amato, que já havia treinado o campeão Floyd Patterson e muitos outros lutadores. Ele rapidamente viu o potencial imenso do lutador e se tornou uma espécie de pai substituto para Tyson. Ele também o colocou em um program duro de treinamento. Um dos elementos foi o treinamento de força. Tyson seguia um programa que incluía 2.000 abdominais, 500 mergulhos, 500 flexões e 500 encolhimentos de ombros com uma barra de 30 kg. Sete dias por semana.

Treinamento de rapidez e resistência

Como a maioria dos lutadores, Tyson fazia sua corrida de manhã antes de ir para a academia trabalhar sua força e habilidades. Corria cinco quilômetros por dia para construir resistência. No entanto, antes de suas longas corridas, fazia sprints com intervalos e pliometria saltando caixas. Os sprints intervalados ajudaram a construir a velocidade e rapidez, bem como resistência e o salto de caixas ajudou a construir o poder de seus socos.

Sparring

Tyson se destacava dos outros boxeadores pelas sessões de sparring que fazia enquanto se preparava para uma luta. A maioria dos lutadores faziam sessões de sparring por dois ou três dias nas seis semanas que antecediam a luta. Tyson fazia sessões duplas de sparring todos os dias. Fazia dez rounds pela manhã com varios parceiros e depois de 4 a 6 rounds no final da tarde. O maior problema que Tyson teve ao desenvolver seu talento foi encontrar parceiros de sparring suficientes. A medida que ficava mais qualificado e explosivo no ringue, ele machucava seus parceiros com seus golpes e muitos temiam entrar no ringue com ele.

Últimos anos

Muitos fãs de luta ficaram hipnotizados com a habilidade de Tyson de sempre nocautear seus oponentes. Pensavam que ele era apenas talentoso e que podia entrar no ringue e mostrar sua força quando quisesse. Tyson teve 37 vitórias consecutivas no começo de sua carreira, mas a partir de sua derrota por nocaute para James "Buster" Douglas em 1990, deu um passo atrás em seus rigorosos métodos de treinamento. Ao não se exigir mais nos treinamentos, Tyson começou a mostrar vulnerabilidade no ringue que adversários como Douglas, Lennox Lewis e Evander Holyfield exploraram.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível