Mais
×

Programas de TV brasileiros que deixaram saudade

michele piacquadio/iStock/Getty Images

Introdução

Quem tem mais de 30 anos com certeza se lembra do programa do Chacrinha, ou do Viva a Noite, comandado por Gugu Liberato, em que bailarinas dançavam em uma taça de acrílico e repetiam o bordão do programa: Viva a noite! Viva! Viva! Viva! Sem dúvida, muitos programas de televisão nos fazem lembrar com nostalgia uma época de nossas vidas, do Brasil e do mundo. Foi um tempo bom, mas que infelizmente, não volta. Então, vamos relembrar os programas que fizeram história e deixaram saudades? Direto do túnel do tempo...

Reprodução

Cassino do Chacrinha

O programa comandado por José Abelardo Barbosa Medeiros, considerado o maior comunicador do Brasil, o inesquecível Chacrinha, foi um marco da televisão brasileira. O "Velho Guerreiro" divertia o país nas tardes de sábado com seu programa de auditório. No cenário, chacretes (dançarinas com maiôs), buzinas e um show de calouros bizarro. Quem cantasse mal levava para casa um prêmio inusitado: um abacaxi.

Fair Use|TV Globo|Memória Globo

Globo de Ouro

O programa foi um enorme sucesso nas décadas de 1970 e 1980. Sempre apresentado por um casal do elenco da Rede Globo, o musical trazia os grandes hits da época. Geralmente, um ranking das dez músicas mais executadas nas rádios no mês. As apresentações eram gravadas especialmente para o programa que era aguardado pelos fãs que podiam participar da plateia. Atualmente, o programa está sendo reprisado no canal pago Viva.

Fair Use|TV Tupi|Blog A Máquina do Tempo

Almoço com as Estrelas

Certamente você já ouviu seus pais ou até mesmo avós falarem sobre esse programa comandado pelo casal Airton Rodrigues e Lolita Rodrigues, na extinta TV Tupi. Ele esteve no ar de 1957 até 1980, sempre aos sábados à tarde. O formato era exatamente como o nome do programa. Os convidados participavam de um almoço e, enquanto isso, assistiam a apresentações musicais e participavam de entrevistas. Uma curiosidade sobre o Almoço das Estrelas: ele foi o primeiro programa em cores da TV Tupi.

Reprodução Blog PandiniGP

Festivais da Record

Os festivais de música popular brasileira fizeram um sucesso estrondoso. Foram importantes sob vários aspectos, tanto político e cultural quanto para o movimento estudantil. Em suas quatro edições (1966, 1967, 1968 e 1969) foram revelados grandes intérpretes, compositores e instrumentistas que fazem parte do cenário musical até hoje. Nomes como Gilberto Gil, Elis Regina, Jair Rodrigues e Chico Buarque, entre outros, passaram a ser conhecidos pelo grande público graças aos festivais promovidos pela emissora.

Reprodução

O Céu é o Limite

Sua estreia foi em 1955 na TV Tupi. O Céu é o Limite foi o precursor dos programas no formato de perguntas e respostas da televisão brasileira. Em São Paulo, o apresentador Aurélio Campos comandava a atração e, no Rio de Janeiro, J. Silvestre. Os candidatos escolhiam um tema e tinham que responder corretamente às questões e assim acumular prêmios até errar ou desistir. O programa virou coqueluche e obteve audiência invejável.

Fair Use|SBT|Observatório da Televisão

A Porta da Esperança

Silvio Santos realizou o sonho de muita gente em seu programa dominical. A Porta da Esperança esteve no ar de 1985 até 1997, no SBT. Os telespectadores enviavam cartas para a produção do programa com pedidos de ajuda, histórias ou simplesmente o desejo de conhecer um artista. As cartas eram selecionadas e a pessoa ia até o estúdio, era entrevistada pelo apresentador, contava sua história até o momento em que Silvio lançava a célebre frase: "Vamos abrir as Portas da Esperança!". E o prêmio, na maioria das vezes, era concedido ao participante. O programa deixou saudades!

Fair Use|TV Bandeirantes|Blog Duro na Queda

Perdidos na Noite

Comandado por Fausto Silva, o programa estreou em julho de 1984, na TV Record. Para a época, o programa era completamente inovador e com um formato único. Tratava-se de um show de variedades que ia ao ar na madrugada de sábado. Com muita improvisação, piadas, um ou outro palavrão e um ar debochado, a atração chamou a atenção. O jeito irreverente do apresentador e a produção simples fizeram do programa um trash cultuado por alternativos da época. Depois de dois anos na Record, o Perdidos na Noite passou a ser exibido pela TV Bandeirantes.

Fair Use|TV Globo|Batanga

TV Pirata

O TV Pirata foi um programa humorístico totalmente inovador para os padrões da época. O programa exibido pela Rede Globo entre 1988 e 1990 e em 1992 debochava dos programas enlatados americanos e criticava a participação dos EUA na guerra do Vietnã. O humor ácido do programa conquistou o público. Quem não se lembra do Tonhão, interpretado por Claudia Raia? Ou do saudoso Barbosa, vivido por Ney Latorraca, um velhinho brincalhão que gostava de repetir a última frase que os outros diziam? Definitivamente, o TV Pirata marcou época e trouxe à TV brasileira uma nova forma de fazer humor.

Fair Use|SBT|YouTube Marcelo Marinho

Programa Livre

O Programa Livre foi um dos primeiros programas da televisão voltado para o público adolescente. Serginho Groisman, em início de carreira na televisão, comandou com maestria a atração exibida pelo SBT. Ele levava ao público assuntos polêmicos e de interesse dos jovens. Convidados e plateia discutiam e assistiam a musicais ao vivo com cantores e bandas jovens da época.

Fair Use|TV Globo|Extra|Adir Mera

Viva o Gordo!

Jô Soares esteve à frente do programa interpretando uma série de personagens divertidíssimos e inesquecíveis como o Capitão Gay e seu parceiro Carlos Suely que vestiam uniformes de lycra cor de rosa e defendiam os fracos e oprimidos. O humorístico foi ao ar pela primeira vez no início de 1980 e foi exibido até 1987. Mais de 100 personagens foram criados ao longo dos anos de exibição do programa que lançou Claudia Raia como atriz.

TV Globo/Divulgação

Armação Ilimitada

Os personagens Juba, Lula e Zelda Scott vividos por Kadu Moliterno, André de Biasi e Andréa Beltrão, respectivamente, são lembrados e cultuados até hoje pelos fãs. O seriado estreou em 1985 e ficou no ar até 1988, tendo revolucionado formatos de TV através de seu roteiro, linguagem e recursos de edição. O espírito de liberdade, o clima moderno e descolado e a ousadia do formato e dos personagens fizeram de Armação Ilimitada um dos seriados mais queridos da juventude dos anos 1980.

Reprodução

X-Tudo

O X-Tudo, exibido nos anos 1990 pela TV Cultura, foi um dos programas mais inteligentes direcionado ao público pré-adolescente. O conteúdo educativo era apresentado de uma forma divertida pelo carismático Gérson de Abreu e o boneco X. O programa tornou-se um clássico pela maneira leve e divertida de tratar assuntos relacionados à literatura e ciências, sem falar nos recursos visuais muito bem elaborados, como gráficos e vinhetas.

Fair Use|SBT|Telemaníacos

Viva a Noite

Quem nunca fez a coreografia da Dança do Passarinho? Até hoje a música lançada no Viva Noite é conhecida e repassada para as novas gerações. O programa apresentado por Gugu Liberato aos sábados à noite, no SBT, foi um grande sucesso. O clima de festa, as bailarinas sensuais e as atrações musicais eram uma espécie de balada em casa. O Viva a Noite estreou em 1982 e permaneceu no ar por uma década chegando a liderar a audiência no horário.