Proteção e perigos do óleo de coco

Escrito por paul elsass | Traduzido por elton alves ribeiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Proteção e perigos do óleo de coco
O óleo de coco é mais saudável em sua forma mais natural, não refinado (Coconut image by Mario Ragsac Jr. from Fotolia.com)

O óleo de coco é uma substância que possui uma variedade de aplicações culinárias, cosméticas e de saúde. Como as autoridades de saúde alertam contra o consumo de gorduras trans, gorduras saturadas e gorduras em geral, polêmica e confusão surgiram a respeito da segurança de incluir o óleo de coco como parte de uma dieta saudável. Porém, alguns cuidados devem ser tomados ao manusear e consumir o óleo de coco, que é geralmente considerado como um alimento seguro quando consumido com moderação.

Outras pessoas estão lendo

Limpe derramamentos imediatamente

O óleo de coco tem uma variedade de usos, de creme hidratante da pele e cabelo a óleo de cozinha. Ele é invisível em superfícies e é muito escorregadio, por isso todos os derramamentos devem ser limpos imediatamente para evitar escorregões e quedas. O uso de qualquer óleo no banho não é recomendado.

Proteção e perigos do óleo de coco
óleo de coco (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Rotulado seguro

O óleo de coco é colocado em uma categoria considerada segura, e é considerado não tóxico, mas pode irritar levemente os olhos com contato.

Proteção e perigos do óleo de coco
Não tóxico (Goodshoot/Goodshoot/Getty Images)

Evite óleo hidrogenado

Quando o óleo de coco é hidrogenado, converte-se em gordura trans, que é o tipo de gordura que provoca doenças do coração, pois aumenta o colesterol LDL e dificulta a capacidade do seu corpo para usar o HDL, considerado o "colesterol bom". Não processado, o óleo de coco virgem não refinado não é hidrogenado, por isso é a escolha mais segura para o consumo.

Proteção e perigos do óleo de coco
Mal para o coração (Adam Gault/Digital Vision/Getty Images)

Pesticida e herbicida alternativos

O óleo de coco tem sido utilizado como base para produtos naturais de controle de plantas daninhas, e o governo da cidade de Auckland, Nova Zelândia informou que as pessoas com sensibilidades químicas, que normalmente reagiram negativamente a herbicidas, não foram perturbadas por este herbicida orgânico. O óleo de coco também tem sido apontado como uma alternativa natural para produtos mais tóxicos de remoção de piolhos. É utilizado para sufocar os piolhos e tornar mais difícil para eles se manterem grudados no couro cabeludo. Um estudo conduzido pelo Dr. Gerald Coles e seus colegas da Universidade de Bristol publicado no Times de Londres, descobriu que o uso de um xampu baseado em óleo de coco foi eficaz contra piolhos, quando combinado com o uso de pente fino.

Proteção e perigos do óleo de coco
Pesticidas e herbicidas (Comstock/Comstock/Getty Images)

Lubrificante sexual

Enquanto o óleo de coco pode ser utilizado com segurança como um lubrificante sexual, óleos não podem ser utilizados com segurança em conjunto com o látex, por isso você deve selecionar outro lubrificante, se você também estiver usando diafragmas ou preservativos.

Proteção e perigos do óleo de coco
Com segurança (Ryan McVay/Lifesize/Getty Images)

Moderação

Um estudo de 1986 conduzido por T. B. Seaton e colegas e publicado no "American Journal of Clinical Nutrition" demonstrou que os ácidos graxos de cadeia média no óleo de coco eram três vezes mais eficazes na aceleração do metabolismo do que aqueles presentes na maioria dos alimentos que nós consumimos, tais como óleos vegetais e carne. Um estudo de 1982 do mesmo jornal de autoria de N.Baba, mostrou que esses ácidos graxos não só aumentam o metabolismo, mas também ajudam a queimar a gordura armazenada. Um estudo canadense de 2002 conduzido por Marie-Pierre St-Onge e Peter J. H. Jones, e publicado no "Journal of Nutrition", mostrou que as pessoas comem menos e se sentem mais saciadas quando incluem o óleo de coco em suas dietas. Devido a esta pesquisa, as pessoas têm elogiado o óleo de coco como uma ferramenta de perda de peso. No entanto, permanece o fato de que ele é rico em calorias - mais de 100 calorias por colher de sopa - e tem 92% de gordura saturada. Keri Gans, um nutricionista e porta-voz da American Dietetic Association diz: "Com moderação, tudo bem, mas em grandes quantidades, sabemos que as gorduras saturadas podem levar a níveis elevados de colesterol e doenças cardíacas. Moderação é a chave."

Proteção e perigos do óleo de coco
estudos (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível