Como as proteínas podem ser utilizadas pelo ciclo de Krebs para produzir energia?

Escrito por richard beglan | Traduzido por franciele gobi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como as proteínas podem ser utilizadas pelo ciclo de Krebs para produzir energia?
O ciclo de Krebs é utilizado para gerar energia a partir dos alimentos e para a respiração (Comstock/Comstock/Getty Images)

O ciclo de Krebs faz parte do processo de geração de energia em células animais. O processo completo é chamado de respiração aeróbica, o que implica na reação de glicose com oxigênio para formar dióxido de carbono, água e energia. A energia produzida pela respiração é utilizada tanto para manter a temperatura corporal de animais de sangue quente como guiar muitos outros processos em células.

Outras pessoas estão lendo

Fontes de energia para respiração

A quantidade de energia produzida pela respiração aeróbica depende em parte da quantidade de glicose ingerida. A glicose é um tipo de açúcar proveniente de outros açúcares, como a sacarose. A quantidade de energia nos alimentos é definida em termos de calorias. Logo, alimentos com altos níveis de açúcar são altamente calóricos.

Como as proteínas podem ser utilizadas pelo ciclo de Krebs para produzir energia?
Alimentos muitos calóricos podem conter bastante sacarose (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)

Fases da respiração

A respiração aeróbica consiste de três fases: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória. A glicólise implica na quebra de moléculas de glicose para a formação de moléculas de piruvato. No ciclo de Krebs, o piruvato é oxidado para formar dióxido de carbono. Esse processo é altamente exergônico, o que significa que ele libera energia que pode ser utilizada em outras partes do corpo. O ciclo de Krebs também gera hidrogênio, que é canalizado para a cadeia respiratória. O hidrogênio leva à formação de adenosina trifosfato, o maior transportador de energia das células.

Função das proteínas no ciclo de Krebs

As proteínas têm um papel crucial na formação de enzimas durante o ciclo de Krebs. Essas enzimas são formadas de aminoácidos que podem ser provenientes de alimentos ou sintetizados naturalmente nos processos celulares do corpo. Outros processos bioquímicos produzem enzimas respiratórias de gorduras ingeridas e glicerídeos presentes nos alimentos. As enzimas são responsáveis por rearranjar e oxidar os componentes gerados no ciclo de Krebs. O primeiro desses compostos é o ácido cítrico, e é por causa dele que o ciclo de Krebs muitas vezes é chamado de ciclo do ácido cítrico. Esse é um ciclo porque uma das reações produz um produto chamado de coenzima-A, que facilita a operação das enzimas oxidativas, o que quer dizer que o processo se auto perpetua enquanto o suprimento de piruvato for mantido.

Contornando o ciclo de Krebs

Sem oxigênio, as células podem produzir energia utilizando respiração anaeróbica, a qual contorna completamente o ciclo de Krebs quebrando a glicose e formando ácido lático. Esse ácido se acumula em tecidos musculares e causam cãibras. A respiração anaeróbica é essencialmente um processo de emergência empregado quando as células necessitam de energia rapidamente. Animais tentando fugir de presas ou caçar presas utilizam respiração anaeróbica. Em outras palavras, os seres humanos utilizam a respiração anaeróbica quando correm, onde a sensação de queimação nos pulmões e músculos são o resultado da geração de ácido lático.

Como as proteínas podem ser utilizadas pelo ciclo de Krebs para produzir energia?
Predadores utilizam respiração anaeróbica quando precisam de energia rapidamente (NA/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível