Como fazer um PSY trance

Escrito por chris anzalone | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer um PSY trance
Crie seu próprio trance (Green Laser Rave image by Rob Quincey from Fotolia.com)

O psychedelic trance (ou “psytrance”, para encurtar) é um sub-gênero do trance, enfatizando o tempo acelerado, melodias hipnóticas com diversas camadas de instrumentação eletrônica. Popularizada por artistas como Alien Project, Infected Mushroom e Hallucinogen, o psytrance pode ser ouvido com mais frequência em casas noturnas e raves. Se você quiser gravar seus próprios “beats” de psytrance em casa, comece com um orçamento bastante modesto. Você só precisa entender as convenções fundamentais do gênero.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Teclado MIDI
  • Adaptador MIDI USB
  • Programa de gravação digital

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Instale um programa de gravação musical em seu PC. Já que o psytrance trabalha fortemente com melodias sobrepostas, você precisa usar um programa multi-pista como GarageBand, Logic, Cubase ou Pro Tools. Se não tiver dinheiro para um programa totalmente equipado, pode conseguir um programa gratuito de código aberto como QTractor, Rosegarden ou Linux Multimedia Studio.

  2. 2

    Conecte o teclado MIDI ao PC, permitindo assim programar notas musicais usando um programa de sua escolha. Lojas de instrumentos musicais vendem teclados MIDI USB que você pode conectar diretamente ao PC e também adaptadores que para conectar teclados MIDI tradicionais. Você pode usar qualquer uma dessas abordagens.

  3. 3

    Abra seu programa e crie um novo projeto. Quando criar seu projeto, o software deve requerer que você selecione um “tempo” ou uma velocidade para a música. O Psytrance tem ritmo alto, acelerado e, por isso, selecione um tempo entre 135 e 145 batidas por minuto. Se o programa não solicitar automaticamente que você escolha um tempo, apenas olhe para o indicador de tempo (às vezes indicado pelas letras “BPM”) na janela de projeto.

  4. 4

    Crie uma faixa para sua primeira camada de música. Ao fazer a gravação multi-pistas, cada faixa contém um pedaço da gravação, como contra-baixo, percussão ou teclados. Selecione “Nova Faixa” ou “Criar Faixa” na barra de menu, depois selecione “Faixa de MIDI” ou “Faixa de software” nas opções de faixa. Sua nova faixa vai aparecer imediatamente na janela de projetos, semelhante a uma barra horizontal.

  5. 5

    Grave a batida do bumbo para sua primeira faixa. Você pode encontrar seu instrumento digital dentre outras opções de faixas (às vezes numa janela de “mixer” separada), por isso selecione uma bateria eletrônica ou uma bateria sintetizada da lista. Clique em “Gravar” e siga o tique-taque do metrônomo para gravar o som da bateria usando o teclado MIDI (em um kit de bateria completo, o bumbo corresponde ao C2 do teclado MIDI). Para um estilo mais acelerado, use apenas um som de bumbo para cada uma ou duas batidas do metrônomo.

  6. 6

    Crie uma segunda faixa e defina um contra-baixo eletrônico para ela usando sua lista de instrumentos MIDI. Mais comum, a batida de psytrance usa padrões repetitivos de baixo, como por exemplo C-C-C-C-F-F-F-F, em vez de alternar entre notas ou usar uma abordagem de “walking bass”. Grave o contra-baixo em linha de maneira apropriada, usando a faixa 2 na janela do projeto.

  7. 7

    Crie faixas adicionais para melodia. Para as sequências de melodias, exercite sua criatividade. Mas, na maior parte do tempo, o ideal é utilizar instrumentos eletrônicos comuns, como leads sintetizados, ondas quadradas, sinos digitais e outras notas digitais saltitantes. Você poderá soltar sua criatividade com linhas melódicas e criar camadas com pelo menos 3 ou 4 sequências diferentes sobrepostas para gerar a sensação hipnótica e multifacetada que é normalmente encontrada no psytrance.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível