Quais são algumas técnicas e estratégias para terapia familiar?

Escrito por jacquelyn jeanty | Traduzido por bruno laget
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são algumas técnicas e estratégias para terapia familiar?
A terapia pode ajudar a todos a permanecerem no círculo dos vencedores (happy family spending time together on a summer day image by Renata Osinska from Fotolia.com)

O propósito da terapia é ajudar um indivíduo a lidar melhor com as circunstâncias da vida. No caso das famílias, existe um sistema em torno do qual giram os papéis de cada pessoa. Em muitos casos, os tratamentos individuais requerem a participação de toda a família para alvejar os padrões subjacentes na vida de uma pessoa.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

As técnicas de terapia familiar são usadas com indivíduos e famílias para alvejar os assuntos que afetam a saúde do sistema familiar. As técnicas usadas dependerão de quais assuntos estão causando os maiores problemas para uma família e de quão bem a família tenha aprendido a lidar com esses assuntos. As técnicas estratégicas são planejadas para propósitos específicos no processo de tratamento. Informações de segundo plano, estruturamento familiar e padrões de comunicação são algumas das áreas endereçadas por esses métodos.

Técnicas de levantamento de informações

No início da terapia, informações a respeito do histórico da família e dinâmicas de relacionamento são necessárias para identificar assuntos e problemas potenciais. O genograma é uma técnica usada para criar uma história familiar, ou genealogia. O terapeuta e família trabalham juntos para criar esse diagrama. Fazer com que os membros da família tragam fotos significativas também é uma técnica usada para gerar informações a respeito de como cada membro percebe os outros. Uma outra técnica envolve fazer os membros da família desenharem plantas da sua casa. Esse exercício fornece informações sobre questões territoriais, regras e zonas de conforto entre diferentes membros.

Estratégias para o sistema familiar

Uma família opera como um sistema no qual o papel de cada membro contribui para os padrões de comportamento que fazem do sistema o que ele é. Certas técnicas de terapia são designadas para revelar os padrões que fazem a família funcionar como ela funciona. A técnica de tracejar é um processo onde o terapeuta toma nota de como as situações se desenvolvem dentro do sistema familiar. Intervenções usadas para alvejar problemas familiares podem ser planejadas baseadas nos padrões descobertos por essa técnica. Esculpir a família é outra técnica usada para realinhar os padrões de relacionamento no grupo. Pede-se que os membros posicionem fisicamente onde querem cada membro em relação aos outros. Essa técnica fornece pistas sobre conflitos de relacionamento dentro da família.

Técnicas de comunicação

Com muita frequência, são os padrões e estilos de comunicação que levam ao conflito e à divisão de uma família. Técnicas de comunicação são usadas para construir habilidades que permitem comunicação efetiva entre os membros da família. Alguns desses métodos incluem reflexão, repetição e briga justa. Refletir envolve fazer um membro expressar suas preocupações e sentimentos e fazer outro membro repetir o que ouviu a outra pessoa dizer. Técnicas de repetição envolvem fazer uma pessoa expressar suas preocupações e sentimentos enquanto outra pessoa repete o que foi dito. Técnicas de repetição e reflexão permitem aos membros entenderem melhor o que o outro está sentindo e porquê. Técnicas de briga justa se focam em ouvir com atenção e expressar sentimentos e preocupações de uma forma não ameaçadora.

Técnicas de intervenção

Técnicas de intervenção são diretivas dadas pelo terapeuta para guiar as interações de uma família rumo a resultados mais produtivos. Re-enquadrar é um método usado para recordar um conflito ou situação particular sob uma luz menos ameaçadora. Um pai que constantemente pressiona seu filho para que tire boas notas pode ser visto pelo filho como uma figura ameaçadora. Re-enquadrar esse conflito significa focar na preocupação do pai pelo futuro do filho, e ajudar o filho a "ouvir" não as reclamações constantes exigindo melhorias, mas a preocupação do pai por ele. Outra técnica é colocar um conflito ou situação sob controle da família. Isso significa que, ao invés do problema ditar como a família se comporta, a família controla como o problema é gerido. Isso requer que o terapeuta dê diretivas específicas sobre o quão longamente os membros discutirão o problema, com quem eles discutirão e quanto deverão durar essas discussões. À medida que os membros cumprirem essas diretivas, começarão a desenvolver um senso de controle sobre o problema, o que os ajudará a lidar com ele de forma mais efetiva.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível