Quais alimentos ajudam a controlar o transtorno bipolar?

Escrito por jack gerard | Traduzido por mahira caixeta
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais alimentos ajudam a controlar o transtorno bipolar?
Alimentos como carboidratos podem ajudar no controle do transtorno bipolar (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Dietas exercem uma grande influência no cotidiano de todas as pessoas, mas essa influência pode ser ainda maior sobre quem sofre de alguma doença psiquiátrica, como o transtorno bipolar. Alimentos podem alterar o humor, deixando a pessoa mais bem humorada ou até mais hostil. Além disso, alimentos ingeridos regularmente podem exercer efeito sobre a personalidade de uma pessoa. Desse modo, existem vários tipos de alimentos que podem ser utilizados para acalmar uma pessoa quando ela está em fase de mania e para ajudá-la a manter o lado emocional e mental estável e balanceado.

Outras pessoas estão lendo

Removendo alimentos negativos

Muitos profissionais recomendam que pessoas com transtornos de humor cortem da dieta alimentos que contenham cafeína, açúcar e álcool. Cafeína e açúcar são estimulantes, de modo que podem deixar os indivíduos com muita energia nervosa. O álcool, por outro lado, é um depressor do sistema nervoso; ele tende a relaxar e acalmar o indivíduo. Ambos esses efeitos podem causar problemas para indivíduos com transtorno bipolar, já que esse transtorno tende a levar as pessoas de um estado enérgico para um deprimido e lento. Alimentos que realcem qualquer um desses estados emocionais podem dificultar ainda mais a manutenção da estabilidade.

Carboidratos

Enquanto a população geral é advertida de que a ingestão de muitos carboidratos é prejudicial e gera aumento de peso, esses alimentos são essenciais para quem está tentando estabilizar o humor. Alimentos ricos em carboidratos, como massas, batatas e arroz, estimulam a produção de serotonina no cérebro (essa é uma das substâncias químicas presentes no cérebro que afetam o humor e causam depressão se não estiverem presentes em quantidades suficientes).

Ácidos graxos ômega 3

Ácidos graxos ômega 3 são encontrados em peixes como salmão e cavala, assim como em alguns óleos. Esses ácidos melhoram a saúde em geral, colaboram para a clareza do pensamento e ajudam no tratamento de sintomas depressivos.

Suplementos de ervas

Algumas ervas podem ser úteis tanto para combater a depressão causada pelo transtorno bipolar quanto para acalmar os episódios de mania. Ervas como a erva-de-são-joão são reconhecidas como um remédio popular para depressão e podem colaborar para a clareza mental de maneira geral. Por outro lado, entre as ervas utilizadas para ajudar a controlar fases de mania, estão incluídas a camomila, a manjerona e a valeriana. Chás de ervas, como de camomila, podem ser servidos com mel ou com um pouco de baunilha e leite, a fim de adicionar sabor sem haver excesso de açúcar.

Frutas e vegetais

A maioria das pessoas passou uma boa parte da vida escutando sobre os benefícios à saúde proporcionados por frutas e vegetais. No caso de transtorno bipolar, outro benefício são as propriedades calmantes desses alimentos. Isso se deve aos carboidratos e à vitamina B-6 que esses alimentos contêm. A vitamina B-6 também ajuda na produção de serotonina.

Comidas afetivas e lanches rápidos

Apesar de algumas pessoas recorrerem a chocolates e outros lanches com alto nível de gordura quando estão deprimidas ou ansiosas, não existe nada nessas calorias vazias que realmente ajude a combater esses problemas (e o açúcar e a cafeína que esses lanches possuem podem piorar fases de mania). Uma escolha melhor seria "comidas afetivas" com altas concentrações de carboidratos, como macarrão com queijo ou purê de batatas. Outras comidas ricas em carboidratos, como cereais, aveia e arroz (sem mencionar frutas), também podem ser utilizadas como lanches rápidos quando se quer algo que, além de dar sustentação, ajude a estabilizar o humor.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível