on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Quais são alguns dos animais em extinção no bioma pradaria?

Atualizado em 19 julho, 2017

O Ato de Espécies em Extinção de 1973 dá essa classificação a um animal que esteja à beira da extinção na maioria dos locais onde vive. Nos termos desse ato, o Serviço de Vida Selvagem e Peixes dos EUA mantém uma lista de espécies ameaçadas e extintas de animais de terra e água. A lista inclui espécies em extinção dos Estados Unidos e de fora também.

Alguns animais da pradaria são espécies em extinção (prairie image by zinetoon from Fotolia.com)

Cão-da-pradaria

Os cães-da-pradaria vivem nas Grandes Planícies dos Estados Unidos e do norte do México. Existem cinco espécies e todas sucumbiram devido à colonização do homem nesse local. Mas o U.S. Fish and Wildlife Service classifica atualmente apenas o Cynomys mexicanus, o cão-da-pradaria mexicano, como espécie em extinção. Cynomys parvidens, já considerado em extinção, teve um número modesto de crescimento na população.

Loading...

Furão-de-patas-negras

Mustela nigripes, o furão-de-patas-negras, pertence à família das doninhas. Ele gosta de comer cães-da-pradaria. Por tempo, ninguém sabia se essa espécie estava extinta. Ela ainda existe mas corre risco de extinção, de acordo com o U.S. Fish and Wildlife Service.

Coruja-buraqueira

Apesar da coruja-buraqueira cobrir todo o oeste dos EUA até a Califórnia, ela também vive nos buracos dos cães-da-pradaria nas Grandes Planícies. A diminuição das colônias de cães-da-pradaria as afetou. O Canadá a considera uma espécie em extinção, de acordo com o Nature Canada. Os estados americanos de Iowa e Minnesota também a listam como em extinção, enquanto outros a classifica como ameaçada ou como espécie de preocupação especial, de acordo os Defenders of Wildlife.

Besouro-enterrador americano

Quando o besouro-enterrador americano encontra um pequeno animal morto, ele cava um buraco e enterra o corpo. Antigamente, encontrava-se esse besouro da costa leste à oeste e até nas Grandes Planícies, mas ele desapareceu de grande parte desses locais. Ninguém sabe o motivo da diminuição. O U.S. Fish and Wildlife Service agora o lista como uma espécie em extinção.

Grou-americano

O principal bando de grous-americanos passa o verão nas pradarias de Saskatchewan e o inverno no Texas. Quando o milênio atual começou, o bando era de apenas 187 aves, de acordo com o U.S. Fish and Wildlife Service. Embora programas de criação em cativeiro tenham funcionado, os grous-americanos ainda são uma espécie em extinção.

Animais australianos em extinção

Muitos marsupiais das pradarias australianas correm risco de extinção. Um bom exemplo é um camundongo marsupial chamado dunnart-da-areia, de acordo o governo australiano. Outro exemplo é o numbat, um animal de listras parecido com o tamanduá, que se alimenta de cupins. O numbat passou do estágio crítico e se tornou mais numeroso nos últimos anos, de acordo com Earth's Endangered Creatures.

Asno

Equus hemionus, o asno, já ocupou uma vasta área das pradarias da Ásia Central. Agora ele só existe em algumas áreas como o sul da Mongólia e norte da China, de acordo com a Lista Vermelha da IUCN.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...