Quais os benefícios dos conservantes artificiais de alimentos?

Escrito por flora richards-gustafson Google | Traduzido por andressa v. da nobrega
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais os benefícios dos conservantes artificiais de alimentos?
Sem conservantes, você não poderia comer toda a variedade de alimentos que come atualmente (food image by Fashayan from Fotolia.com)

Os conservantes artificiais são um ingrediente comum na maioria dos alimentos que não são rotulados como orgânicos. A popularidade do uso dos conservantes é causada pelo estilo de vida agitado dos consumidores e da conveniência de comprar comida pronta que não requer maiores cuidados. Esse produto possibilitou aos consumidores degustarem comidas de outras partes do país e do mundo.

Outras pessoas estão lendo

A qualidade dos produtos é consistente

Emulsificantes e estabilizantes são conservantes artificiais encontrados em alimentos. Eles ajudam a comida a manter a mesma textura e evitam que os ingredientes se separem e aglutinem (como o sal da batata frita ou comidas que contêm tanto óleo/gordura como água). O site "Understanding Food Additives" (Entendendo Conservantes Alimentares) explica que moléculas em emulsificantes têm uma parte que se associa à água e outra que se associa ao óleo. Por isso, esse aditivo possibilita que gotas de óleo e água não se separem. Um exemplo de emulsificante natural é o leite, no qual a proteína age como o emulsificante entre a água e a gordura do leite. Ainda de acordo com o site, o nitrito de potássio (E249) e o nitrito de sódio (E250) são preservativos sintéticos comuns que ajudam a preservar e a estabilizar produtos alimentícios.

Prevenção do apodrecimento

Conservantes ajudam a prevenir e diminuem o ritmo de apodrecimento da comida, de acordo com o site "Environmental Health and Safety Online" (Segurança e Saúde Ambiental Online). Bolor, leveduras, bactérias e fungos são elementos que apodrecem os alimentos e causam doenças surgidas no ambiente doméstico. Antioxidantes adicionados aos alimentos evitam que se tornem escuros ao serem expostos ao oxigênio (como acontece com o guacamole, por exemplo). Eles também evitam que a gordura dos alimentos se torne rançosa ou azeda. O site afirma ainda que preservativos comuns usados na indústria alimentícia são o dióxido de enxofre e sulfitos (E220-E228), já que apresentam os melhores efeitos antibacterianos em comparação a qualquer outro preservativo alimentício. O ácido benzóico (E210-E213) é usado para prevenir o crescimento de bactérias e detritos em bebidas não alcoólicas.

Controle da acidez e alcalinidade

Sem o uso de conservantes, ingredientes como bicarbonato de sódio ou fermento em pó poderiam fazer os alimentos ficarem com um sabor muito ácido ou alcalino, ou mudarem de cor. Um exemplo de um conservante do tipo é o ácido sórbico (E200-203). O site "Understanding Food Additives" (Entendendo Aditivos Alimentícios) afirma que o ácido sórbico é um dos mais importantes conservantes alimentícios em países desenvolvidos porque fabricantes de alimentos podem usá-lo em uma variedade de alimentos e bebidas, sem alterar o sabor.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível