Quais são os bons companheiros de aquário dos Tetra?

Escrito por william rockwell | Traduzido por nair rabelo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os bons companheiros de aquário dos Tetra?
Quem pode ser companheiro do Tetra? (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Criadores de aquários iniciantes geralmente começam com algum tipo de peixe Tetra (da família Characidae). Eles são muito destemidos e convivem com vários tipos de peixe, embora algumas variações do Tetra possam ser "barbatanas" mais escorregadias (como os Tetra-Serpae). Essa subespécie costuma ficar estressada quando colocada no mesmo ambiente com peixes que se movem muito freneticamente ou que nadam com bastante propulsão. O Tetra se dá bem com outros peixes com tamanho semelhante ao dele. Existe um regra que nunca deve ser quebrada quando o assunto é aquário de água fresca: se um peixe couber na boca de outro, então, uma hora ou outra, ele estará dentro dessa boca.

Outras pessoas estão lendo

Companheiros de aquário de Tetras pequenos

Ao se escolher companhia para Tetras de menor tamanho, como o Neon e o Glowlight, a melhor opção é preferir peixes que sejam relativamente do mesmo tamanho. Existe uma variedade de boas opções de proporções parecidas, como Tanicts, Guppy, Coridora, Peixe Vidro Indiano, Camarão Fantasma, Rásbora Arlequim, Peixe-machadinha Abissal, Peixe Lápis, Peixe-zebra, Pristella e Barbo Cereja. Também é uma boa ideia deixar os Tetras junto com espécies vegetarianas, como a Guitarrita, o Cascudo, o Limpa-vidro, a Cobrinha Kuhli e o Dojô.

Vizinhos para os Tetra grandes

Os Tetra de maior tamanho podem dividir o tanque com peixes maiores e que se movam com maior rapidez. Da família dos Tetra grandes, as variações Preto, Colorido, Serpae, Neon Negro e Cobre se dão bem com espécies maiores como Danio Gigante, Peixe Espada, Molinésia Negra, Plati, Colisa, Colisa Cobalto, Trichogaster Azul, Trichogaster Leeri, Betta (desde que exista uma quantidade suficiente de plantas no aquário para ser compartilhada). Outras opções que também podem funcionar são o extravagante Peixe Paraíso; o Bagre Esmeralda; Coridora Leopardo; os Peixes-gato simples, Rafael Pintado e Invertido; os Acarás Bandeira (dependendo do temperamento do bicho), o vívido Azul e o Festivo; Ramirezi; o Bala Shark; o Labeo Frenatus; Danio Azul; os Bótias Palhaço e Sidthimunki e a Cobrinha Kuhli.

Companheiros semi-agressivos

Em um tanque em que há peixes com comportamento semi-agressivo (como é o caso das espécies Colisa Mel, Beijador, Peixe-gato, Raposa Voadora, os Barbos Sumatra, Rosado e Ouropel, Labeo Bicolor, Boca de Fogo ou Acará Severo), é melhor ficar com os Tetras fortes e mais velozes. Tais como: Rosáceo, Buenos Aires, o Viúva Negra (adequadamente batizado) e o maior da família Characidae, o Pacu Prata.

Aqueles que devem ser evitados

Os Tetra podem ser resistentes, mas existem algumas espécies que nunca devem ser mantidas perto deles. Trata-se de animais altamente agressivos que iriam fazer até o Tetra mais destemido um item do jantar. São eles: Piranha, Peixe Paraíso, Convict, Green Terror, Jack Dempsey, Peixe Oscar, Ituí Cavalo e Peixe Borboleta Africano. Nunca misture Tetras e Peixes-Dourado, que são produtores de muitos poluentes que podem envenenar a comunidade de Tetras. Muito embora há quem advogue que os peixes Comedores de Alga são bons companheiros de aquário, eles tendem a crescer em demasia, passando a usar os Tetras como presas quando as algas atingem níveis baixos. Eles atacam o peixe pela lateral, abrindo um buraco perto da região do estômago, levando-o à morte.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível