Quais são as causas da alopécia em Lulus da Pomerânia?

Escrito por shannon kempe | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as causas da alopécia em Lulus da Pomerânia?
Um Lulu da Pomerânia com pelo cheio (Image by Flickr.com, courtesy of tanakawho)

A alopécia é definida simplesmente como a perda de pelo. Existem muitas causas dessa condição em cães da raça Lulu da Pomerânia, incluindo alguns tipos de dermatite, hipertireoidismo, alergias sazonais, doença de Cushing, alopécia pós-tosa e infecções fúngicas.

Outras pessoas estão lendo

Diagnosticando a alopécia

De acordo com o site Veterinary Partner, a maioria das causas de alopécia parece igual ao olho nu e, assim, precisa ser diagnosticada com vários testes para determinar a causa exata. Os exames provavelmente incluirão os sanguíneos, análise da urina, dos níveis de tireoide e hormônio adrenal, além de uma biópsia da pele.

Causa mais comum em Lulus da Pomerânia

A alopécia X é um problema conhecido na raça dos Lulus da Pomerânia. Além da perda de pelo, a pele pode ficar negra, embora não em todos os casos. Ainda não se sabe o que causa essa doença, mas suspeita-se que seja um desequilíbrio hormonal, pois a castração muitas vezes resulta no crescimento normal do pelo.

Tratamentos para a alopécia

Os tratamentos variam dependendo da causa. Os possíveis tratamentos para a alopécia X, segundo o site Veterinary Partner, incluem: castração, se ainda não tiver sido feita; doses do hormônio melatonina e terapias hormonais adicionais.

Comprando um Lulu da Pomerânia

Quando for comprar um cão dessa raça, peça ao criador que mostre a linhagem do filhote e pergunte se qualquer um dos animais dessa linhagem sofreram de alopécia. Um bom criador será capaz de responder suas perguntas e não procriará cães com a doença.

Contribua para as pesquisas sobre a alopécia X

Segundo um comunicado do Purina Pro Club, os donos de Lulus da Pomerânia podem enviar amostras de DNA de animais saudáveis ou afetados pela doença para ajudar nos estudos que estão sendo feitos sobre a doença. O comunicado também oferece informações adicionais sobre as pesquisas e opções alternativas para apoiar a causa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível