Quais são as causas do atraso do motor turbo?

Escrito por patrick gleeson, ph. d., registered investment adv | Traduzido por kevin barros cavalcante
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as causas do atraso do motor turbo?
Motor turbo (engine image by goce risteski from Fotolia.com)

"Turbo-lag" é a hesitação, antes da aceleração, quando você pisa no acelerador de um carro com um motor turbo. Até certo ponto, o "turbo-lag" tem causas físicas inerentes a tecnologia de turbocompressor. Entretanto, diferentes modelos e condições afetarão o grau do atraso.

Outras pessoas estão lendo

Básico sobre turbocompressores

Um turbocompressor usa o escapamento do motor para dar energia a um rotor giratório em uma câmara acima da admissão. A mistura ar-combustível flui através dessa câmara, o rotor comprime-a e entrega uma mistura ar-combustível mais densa com maior potencial energético aos cilindros.

A chave para o turbo-lag

Quão rapidamente o rotor no turbocompressor acelera - quão rapidamente ele pode aumentar a pressão no coletor de admissão - depende da pressão no coletor de escapamento. Um motor inativo gera quantidades relativamente baixas de gás de escapamento; primeiro, o motor tem de acelerar a fim de aumentar a quantidade de gás, o que aumenta a pressão do gás de escapamento. A pressão do gás tem de aumentar antes do gás poder alimentar o turbo, e o turbo tem de aumentar a rotação antes de poder aumentar a pressão no sistema coletor. Desde o começo desse processo até o fim, leva tempo. Esse tempo se chama "turbo-lag".

Inércia

É preciso mais energia para empurrar um objeto em repouso até que entre em movimento, do que continuar empurrando um objeto que já está em movimento. Essa força é chamada "inércia". É preciso mais força inercial para empurrar um objeto de 45 kg do repouso à velocidade movimento do que empurrar um objeto de 90 kg.

Inércia e o turbo-lag

O peso das partes em movimento em um turbo afeta a força necessária para acelerar o turbo. Um rotor de turbo (às vezes chamado "veia" ou "roda") feito de ligas leves vai produzir menos "turbo-lag" que um rotor mais pesado porque precisa de menos força inercial para acelerá-lo - há menos massa. Além disso, um modelo de rotor compacto geralmente requer menos força centrífuga e portanto acelera mais rápido e com menos atraso que rotor de diâmetro mais largo.

Condições de direção

As condições de direção e diferentes modelos de transmissão vão afetar também o "turbo-lag". Um motor que já está rotacionando acima de 3000 RPM tem mais energia no sistema que um motor ocioso; sistemas com maior energia vão, sempre, superar o atraso mais rápido que sistemas com baixa energia. Similarmente, os modelos de transmissão que mantêm as revoluções do motor altas vão produzir menos atraso que modelos que requerem acelerações e desacelerações nos pontos de troca (de marcha).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível