Quais são as causas para a micção frequente em cães?

Escrito por moira clune | Traduzido por tamara loebe
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as causas para a micção frequente em cães?
Dependendo da idade e tamanho do seu cão, a frequência com que ele urina pode variar (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Urinar demais pode ser sinal de alguma doença. Dependendo da idade e tamanho do seu cão, a frequência com que ele urina pode variar. Filhotes podem precisar urinar a cada três a quatro horas, e cães adultos pequenos geralmente conseguem ficar de seis a oito horas sem urinar. Cães grandes e adultos podem segurar a urina por até 12 horas, mas ficam mais felizes se puderem sair com mais frequência. Se seu cão está urinando demais, ou se houve uma mudança repentina em sua micção, entre em contato com seu veterinário.

Outras pessoas estão lendo

ITUs

As infecções de trato urinário (ITU) causam ardor, coceira e micção frequente. O cachorro irá lamber suas genitais e pode aparecer sangue em sua urina. Muitas vezes, o volume de urina diminui à medida que a frequência de micção aumenta. Ele pode chorar ao tentar urinar. ITUs são frequentemente acompanhadas de febre e dor no abdômen. Elas podem ser graves e devem ser tratadas por um veterinário o mais rápido possível.

Envenenamento

Chocolate, anticongelante, adubo e veneno para roedores podem causar micção frequente. Qualquer uma destas substâncias é extremamente perigosa para cães e pode causar morte. Se você suspeitar que seu cão tenha consumido qualquer um destes produtos, ligue para o seu veterinário imediatamente. Na maioria das vezes, outros sintomas serão mais óbvios e perigosos, mas em baixos níveis de toxicidade, a micção frequente pode ser perceptível. Não tente tratar o envenenamento sem o aconselhamento do seu médico veterinário.

Pedras na bexiga ou nos rins

Pedras nos rins ou na bexiga causam micção frequente e dolorosa, muitas vezes acompanhada por vestígios de sangue. As pedras são, na verdade, pequenos cristais pontiagudos que se formam quando sais minerais e outros produtos residuais não são completamente processados no fluxo sanguíneo. Eles se cristalizam na bexiga e causam dor aguda. Embora mais comuns em fêmeas e raças pequenas, qualquer cão pode ser uma vítima de pedras na bexiga. Nos casos mais graves, as pedras bloquearão o fluxo de urina. Esta condição pode ser controlada através de dieta.

Doença de Addison

A doença de Addison (hipoadrenocorticismo) é uma doença do sistema supra-renal que causa uma variedade de sintomas, incluindo a micção frequente. Ela é tratável, mas deve ser gerenciada pelo resto da vida de seu cão. Existem testes disponíveis para determinar se o seu cão está sofrendo de Addison, e um diagnóstico preciso combinado com reposição hormonal e acompanhamento de eletrólitos trará de volta uma vida ativa e saudável para a maioria dos cães.

Diabetes

A diabetes está se tornando cada vez mais comum entre os cães. Existem dois tipos que afetam cachorros: a diabetes insipidus e a diabetes mellitus. A diabetes insipidus é causada pela ausência de um antidiurético (uma substância que provoca o aumento da passagem de urina) chamado vasopressina. Este hormônio controla a absorção de água nos rins, e a falta dele pode causar micção frequente. A diabetes insipidus pode ser tratada e controlada com uma dieta adequada e medicação.

Envelhecimento

À medida que os cães envelhecem, seus músculos enfraquecem. O tônus muscular pode causar micção ou incontinência frequente. Manter o seu cão ativo ajuda, mas muitas vezes, a incontinência é um aspecto inevitável do processo de envelhecimento. Não se esqueça de levar seu cão para urinar com mais frequência. Existem fraldas para cães disponíveis em lojas de animais de estimação, e forros de cama impermeáveis para deixar a limpeza e a manutenção mais fácil.

Outras possibilidades

Algumas causas menos comuns da micção frequente são tumores de bexiga, defeitos de nascimento e uma condição incomum chamada polidipsia psicogênica. Tumores de bexiga não são comuns, mas se não existe outra explicação para a micção frequente, um raio-X pode ser feito para o diagnóstico. Os defeitos congênitos da uretra podem causar infecções do trato urinário, pouco controle da bexiga e micção frequente. A polidipsia psicogênica é um distúrbio compulsivo que faz com que um cão beba quantidades anormais de água, e pode ser controlado com drogas anti-ansiedade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível