Quais são as causas de níveis anormais de gama glutamil transferase?

Escrito por neima binaisa | Traduzido por luiz afonso de oliveira moura santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as causas de níveis anormais de gama glutamil transferase?
Níveis altos de GGT podem ser encontrados em muitas doenças (Image by Flickr.com, courtesy of Soffie Hicks)

Gama glutamil transferase, também conhecida como gama GT, é uma enzima encontrada principalmente no fígado. Ela ajuda a transportar aminoácidos e peptídeos para dentro da célula e cataliza a glutationa, o principal antioxidante do corpo. Já que a gama GT é encontrada principalmente nas células hepáticas, seus níveis são medidos quando há suspeita de lesões ou doenças no fígado. Níveis anormais de gama GT são tipicamente encontrados em indivíduos que sofrem de alcoolismo, diabetes, tumores cerebrais, obesidade, doenças da vesícula biliar e obstrução dos canais da bile.

Outras pessoas estão lendo

Gama GT e gordura no fígado

Como a gama GT tem uma alta sensibilidade no fígado, ela é um dos melhores marcadores do consumo crônico do álcool e de fígado com gordura (esteatose). O alcoolismo e a obesidade, dentre outros, são os maiores contribuintes para gordura no fígado. Esteatose, alcoólica ou não, pode progredir para doenças hepáticas mais avançadas como inflamação, cirrose e câncer. Além do fígado gorduroso, a atividade aumentada da gama GT também pode ser observada em pancreatite aguda e crônica, lesão miocárdica, anorexia, hipertireoidismo, doenças musculares e desordens neurológicas. A atividade sérica da gama GT não é só influenciada pela quantidade de álcool ingerida, mas também pelo IMC (índice de massa corporal) e pelo sexo.

GGT e doenças cardíacas

Em um estudo de 2005 publicado no "Circulation: Journal of the American Heart Association", pesquisadores citaram o teste de gama GT como um dos caminhos mais simples para determinar se indivíduos estão ou não com risco de morte por doenças cardiovasculares. Pesquisadores analisaram dados de um estudo longo com 160.000 adultos austríacos e descobriram que, quanto maior o nível de gama GT no sangue de uma pessoa, maior o risco de morte cardiovascular.

Gama GT e testes de função hepática

De acordo com o Dr. David E. Johnson, professor associado de medicina da divisão de gastroenterologia na Universidade do Novo México, um número de armadilhas podem ser encontradas na interpretação de exames de sangue relativos ao fígado, como os níveis de gama GT. Johnson afirma que pacientes assintomáticos com níveis elevados isolados de gama GT geralmente não têm doenças hepáticas. Assim, eles geralmente não precisam de outros exames.

Exame de gama GT e níveis

Medir a enzima gama GT é fácil e barato. Não requer preparação e envolve uma amostra de sangue retirada de uma veia no antebraço. De acordo com um estudo do "Circulation: Journal of American Heart Association", o nível normal baixo para mulheres é de menos de 9U/L, enquanto que para homens é de menos de 14U/L. Os níveis médios para mulheres são de 18U/L, enquanto que de homens eles são de 28U/L. Níveis altos são de 36U/L para mulheres e mais de 56U/L para homens. A obesidade aumenta a chance de níveis aumentados de gama GT.

Dicas e avisos

Certos remédios como carbamazepina (Tegretol), fenobarbital e fenitoína (Dilantin) podem causar níveis anormais de gama GT.

Os níveis de gama GT são normalmente elevados em pessoas que consomem três ou mais doses de álcool por semana (45 gramas de etanol ou mais).

Um nível pouco aumentado de gama GT é um achado típico de pacientes que tomam anticonvulsivantes (medicamentos para epilepsia).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível