Quais as causas da perda das habilidades de cognição?

Escrito por theresa leschmann | Traduzido por aline ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais as causas da perda das habilidades de cognição?
Dependendo do caso, a perda de cognição pode ou não ser reversível (Comstock Images/Stockbyte/Getty Images)

A perda da função cognitiva pode ter várias causas. Doenças e traumas são fatores chave na maioria dos casos. Alguns casos, como estresse e diabete no início da vida, podem ser prevenidos e controlados, enquanto outros podem ser inevitáveis.

Outras pessoas estão lendo

Estresse na infância

De acordo com um estudo feito pela University of California-Irvine, School of Medicine, o estresse na infância, como a perda de um pai, abuso ou negligência infantil, podem levar a uma futura perda cognitiva. O estudo indica uma perda de memória que começa na metade da vida, com sintomas similares aos normalmente desenvolvidos na velhice. A perda da função cognitiva diminui constantemente a partir deste momento. A pesquisa, feita com ratos, foi publicada em 12 de outubro de 2005, em um artigo do Journal or Neuroscience. Análises das atividades das células cerebrais dos ratos submetidos a estresse na primeira semana de vida começaram a se deteriorar na metade da vida, quando comparadas com as dos ratos criados normalmente. Os cientistas foram capazes de associar diretamente o estresse nos primeiros momentos da vida com a atividade cerebral anormal dos ratos. Isso permitirá que os pesquisadores encontrem moléculas específicas afetadas e criem medicamentos e tratamentos para a prevenção.

Esclerose múltipla

Aproximadamente 50% das pessoas com esclerose múltipla desenvolverá problemas cognitivos. Alguns desenvolverão problemas com apenas uma, duas ou algumas áreas da função cognitiva. De 5 a 10% dos pacientes desenvolverá dificuldades cognitivas severas o suficiente para interferir em seu dia-a-dia. Para poucos, os sintomas podem ser graves o suficiente para requerer cuidados externos. Os primeiros sinais de perda cognitiva com a esclerose múltipla são dificuldade de encontrar as palavras certas ou de tomar decisões, mal julgamento e incapacidade de se lembrar de tarefas regulares.

Diabetes infantil tipo I

Segundo a American Diabetes Association, uma pesquisa foi feita com crianças com diabetes tipo I com idades entre 6 e 11 anos. Usando um mecanismo de assistência digital, as crianças responderam a questões de matemática e de tempo de reação antes de serem submetidas a seus testes de glicose em casa. Os resultados mostraram uma performance significativamente demorada nas crianças de todas as idades e de ambos os gêneros.

Câncer

Quando se considera todos os tipos de cânceres, o câncer em si não é a causa frequente para a disfunção cognitiva. No entanto, os tratamentos podem ser. Devido ao fato de muitos tratamentos não serem específicos para o câncer, ou seja, podem afetar mais do que as áreas cancerosas, os órgãos e tecidos correm risco. A quimioterapia declaradamente afeta a função cognitiva de mais de 18% dos pacientes, enquanto 50% daqueles que recebem imunoterapias sofre perda do mesmo modo. Infecções, anemia e medicamentos também podem dificultar a função cognitiva. Tumores naturais localizados no sistema nervoso central também causam danos cognitivos.

Mal de Alzheimer

Uma das doenças mais temidas e reconhecíveis associadas à disfunção cognitiva é o mal de Alzheimer. Estruturas que se formam naturalmente em todos os cérebros à medida em que envelhecemos, chamadas placas e emaranhados, ocorrem mais frequentemente naqueles com Alzheimer. As placas são fragmentos de proteína que se formam entre as células nervosas. Os emaranhados são as fibras de outra proteína, a tau, que se enrolam e se amontoam nas células mortas. Juntos, as placas e os emaranhados afetam as áreas do cérebro relacionadas ao aprendizado e à memória, podendo se espalhar para outras áreas. A ciência ainda não está certa de como as placas e os emaranhados afetam o Alzheimer, mas a teoria é que eles bloqueiam a capacidade das células nervosas de se comunicar e funcionar adequadamente, levando à sua morte.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível