Mais
×

Quais são as causas das rachaduras no piso?

Atualizado em 20 março, 2018

As principais causas de rachaduras em qualquer tipo de piso são contrapiso irregular, pouca aderência ao contrapiso e excesso de umidade, ou a falta dela. A qualidade e o teor de umidade do contrapiso podem afetar tanto revestimentos de cerâmica quanto de madeira, mas o clima do ambiente tem um efeito maior na madeira, que se expande e contrai com a umidade, e ambos os movimentos podem causar rachaduras.

O excesso ou a falta de umidade pode produzir rachaduras em um piso de madeira (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

Problemas no contrapiso

Rachaduras em contrapisos de concreto podem enfraquecer a cerâmica e trincá-la. Além disso, revestimentos que não foram instalados em uma superfície nivelada tendem a ficar dançando nos pontos mais elevados e podem acabar rachando se forem submetidos a uma quantidade suficiente de pressão. Rachaduras em pisos de madeira causadas por um contrapiso desnivelado costumam ser acompanhadas por rangidos e esponjosidade, ficando geralmente localizadas em volta de áreas irregulares.

Se uma cerâmica ou um piso de madeira começar a rachar por causa de um contrapiso rachado ou desnivelado, a única solução é remover o piso, ou pelo menos parte dele, e consertar a superfície.

Pouca aderência

É possível localizar as cerâmicas que se soltaram por meio do rejunte, que estará trincado ou ausente em volta delas. As rachaduras são causadas pelas peças à medida que são empurradas contra o rejunte devido ao tráfego sobre elas. Quando os pregos que seguram as tábuas de madeira se soltam, a chapa pode se erguer um pouco acima do nível do piso e a extremidade fica vulnerável a lascamentos. Uma causa frequente da soltura dos pregos é o empenamento da madeira, que cria uma força cisalhante ascendente que pode ser forte o suficiente para rachar a tábua no sentido do comprimento.

Excesso de umidade

O excesso de umidade no contrapiso pode causar pouca aderência da cerâmica e, por fim, trincas no rejunte. Entretanto, nos pisos de madeira, os efeitos podem ser mais sérios. A umidade pode fazer as tábuas incharem e, à medida que expandem, curvam-se para cima nas extremidades, criando uma condição chamada encurvamento. A tensão extra nas tábuas também pode ser o suficiente para rachá-las. Essa situação costuma afetar todo o piso, ou pelo menos a parte onde a umidade está infiltrando a partir do contrapiso. Para corrigir o problema, é necessário reassentar o piso depois de instalar uma barreira de proteção contra umidade.

Excassez de umidade

Nenhum piso de cerâmica sofrerá rachaduras se o ambiente for muito seco, mas a falta de umidade pode danificar um piso de madeira. À medida que as tábuas perdem umidade para o ar e encolhem, as ligações entre as fibras se enfraquecem e a madeira racha. Rachaduras resultantes dessas condições costumam começar nas pontas das tábuas e são frequentemente acompanhadas por frestas excessivamente largas entre elas.

As condições que proporcionam o surgimento desse problema podem ocorrer durante os meses de inverno em uma casa com aquecimento central. Manter um umidificador funcionando durante essa época do ano é uma forma de evitar que os pisos sequem e rachem.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article