Quais as causas das tempestades tropicais?

Escrito por alex saez | Traduzido por fernando telles
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais as causas das tempestades tropicais?
As tempestades tropicais se formam em condições específicas. Embora raras, são extremamente devastadoras (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

As tempestades tropicais variam em tipo e magnitude. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação, esses eventos incluem tempestades de vento como ciclones, furacões, tufões e tornados. Eles são imprevisíveis, devastadores e capazes de danificar tudo, desde alimentos até infraestrutura. Infelizmente, é impossível evitar esses desastres. No entanto, saber o que são e quais as suas causas é importante para prever e se preparar.

Outras pessoas estão lendo

Ciclones, furacões e tufões

Ciclones, furacões e tufões se referem ao mesmo padrão de clima. Eles são poderosos fenômenos que se originam na linha do equador. Para desencadear sua formação, as águas do oceano precisam estar a pelo menos 30 graus Celsius. A água então evapora e forma nuvens. Se a pressão do ar for baixa, essas nuvens se juntam e começam a girar. Essa rotação é provocada pela rotação da terra. Mais nuvens começam a ser atraídas às outras, como um ímã, fazendo com que o ciclone comece a girar mais rápido. Neste ponto, o mau tempo pode se tornar um ciclone, furacão ou tufão. Alternadamente, ele também pode perder sua velocidade e se dissipar. Uma vez que a velocidade do vento alcança os 63 quilômetros por hora, pode ser considerada tanto um ciclone, tufão ou furacão.

Tornados

Os tornados são colunas de ar rápido e espirais que aparecem em decorrência de tempestades severas. Eles são causados ​​quando o ar em alta velocidade fica alternando de sentido conforme sobe na atmosfera. Por fim, tubos giratórios de ar e tempestades são formados ao redor deles. Com a rotação tornando-se suficientemente mais forte, uma nuvem em rotação, chamada parede de nuvem, se forma. Se o ar em movimento descendente se mistura com o ar em movimento oposto, a coluna de ar se estende e forma um furacão. Ao contrário da sua aparência, a maioria dos tornados, na realidade, começa a partir do chão, e não do céu.

Danos causados por um furacão

As consequências são uma triste realidade das tempestades tropicais. O aspecto mais ameaçador dos furacões é o vento forte. Quando o fenômeno é mais intenso, os ventos podem chegar a mais de 250 quilômetros por hora. Seu poder destrutivo é mais perceptível quando se observa o seu resultado. Os ventos são capazes de arrancar árvores, virar carros e derrubar edifícios. A intensidade de um furacão é medida em uma escala de categoria, sendo a categoria 1 a mais fraca e a categoria 5 a mais forte. O exemplo mais recente de um furacão de categoria 5 a atingir os EUA foi o furacão Andrew, em 1992.

Danos causados por um tornado

Embora os tornados sejam menores, eles conseguem ser mais fortes do que os furacões. Os tornados são medidos com um sistema chamado de escala Fujita. Assim como os furacões, essa escala classifica os tornados de 1 a 5, sendo 5 a mais forte. Embora 70 por cento dos tornados sejam de escala 1, aqueles de escala 5 podem atingir velocidades de vento superiores a 320 quilômetros por hora.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível