Quais são as causas e o tratamento para baixa contagem de albumina e globulina em cachorros?

Escrito por amy s. jorgensen Google | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as causas e o tratamento para baixa contagem de albumina e globulina em cachorros?
Os baixos níveis de albumina e globulina no sangue indicam que algo está errado com seu adorado animal de estimação (Photos.com/PhotoObjects.net/Getty Images)

A albumina e a globulina são duas proteínas encontradas no sangue de cachorros e no de humanos. A albumina ajuda a manter os níveis de volume apropriados nos vasos sanguíneos. A globulina ajuda a carregar anticorpos e enzimas através do corpo. Baixos níveis de qualquer dessas proteínas sugerem que o cachorro tem sérios problemas de saúde. Quando ambas estão baixas, o número de possíveis diagnósticos é mais limitado, mas ainda assim, as causas podem ser sérias.

Outras pessoas estão lendo

Doenças hepáticas

Uma causa de baixos níveis de albumina e globulina em cachorros é a doença hepática. Como ambas as proteínas são produzidas no fígado, se este órgão não está funcionando adequadamente, não pode sintetizar essas proteínas de forma eficaz, resultando em níveis reduzidos no sangue. Diversas doenças hepáticas podem causar problemas para cachorros, inclusive hepatite, lipidose hepática, toxicose por cobre, cirrose e câncer de fígado. Uma vez identificada a causa do problema, o tratamento é minimizar o desconforto do cão através de medicação e mudanças na nutrição. Cirurgia e quimioterapia também podem ser necessárias dependendo da causa da patologia hepática.

Enteropatia de perda de proteína

Outra possível causa de baixos níveis de albumina e globulina no sangue de cachorros é a enteropatia de perda de proteína. Esse termo se refere a uma condição na qual as proteínas terminam no trato intestinal ao invés de no sistema vascular. Causas dessa doença incluem infecções, alergia, câncer gastrointestinal, gastroenterite, parasitas e fungos. Independentemente da causa, o resultado é que a barreira entre o intestino do seu cachorro e o sistema vascular para de funcionar efetivamente. Os tratamentos dependem da causa subjacente da PLE. Parasitas ou causas virais podem ser curados rapidamente na maioria dos casos. Causas crônicas precisam ser tratadas, além de requerer mudanças nutricionais e o gerenciamento de outras condições ao longo da vida.

Problemas renais

Como nos humanos, os rins limpam os resíduos do sangue do cachorro. O resíduo é removido do corpo por meio da urina. Se os rins param de funcionar adequadamente, podem acabar deixando muitas das proteínas de que o corpo necessita serem eliminadas pela urina, resultando em baixos níveis de albumina, globulina e outras proteínas do sangue. Medicamentos podem ser usados para parar a perda de proteína, mas a hospitalização é necessária algumas vezes para tratar as causas subjacentes dos problemas renais.

Linfoma

Os baixos níveis de albumina e globulina também podem indicar linfoma, um tipo de câncer que afeta as células nos nódulos linfáticos. Além dos baixos níveis dessas proteínas no sangue, os cachorros podem apresentar sintomas como letargia, perda de apetite, vômitos, diarreia e fraqueza. Algumas vezes, o tumor causado pelas células cancerosas pode ser sentido sob a pele do cachorro, principalmente ao redor das juntas e do pescoço. O linfoma é normalmente tratado com quimioterapia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível