Quais são as causas de tumores de oncocitoma renal?

Escrito por diane makar murphy | Traduzido por bruno souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as causas de tumores de oncocitoma renal?
O oncocitoma renal é mais comum em homens de 62 a 68 anos (Digital Vision./Photodisc/Getty Images)

O oncocitoma renal é um tumor benigno, embora seja semelhante a um carcinoma de células renais (CCR). Ao contrário de um CCR, um oncocitoma não é canceroso. A maioria dos casos não apresenta recorrência ou mortalidade, e muitos não são acompanhados de sintomas. No entanto, por ser capaz de crescer e alcançar grandes proporções, o oncocitoma renal pode ser confundido com um CRR. A remoção de um dos rins é um tratamento típico.

Outras pessoas estão lendo

Causas

O oncocitoma renal tem um denso acúmulo de mitocôndrias (que gera energia para as células). Infelizmente, sua causa é desconhecida. Eles são mais frequentemente encontrados em pacientes com Síndrome de Birt-Hogg-Dube, uma doença caracterizada por tumores benignos de folículo capilar, pele e rins.

Identificação

Homens são mais propensos a ter um oncocitoma renal do que mulheres, a uma taxa de dois ou três para um. Esse tumor benigno também é mais comum em pacientes com idade entre 62 a 68 anos de idade. Os tumores são do tamanho e forma de um pêssego (7 centímetros). Quando dissecados, eles apresentam uma cor mogno e de textura granulada, com uma cicatriz central carnosa. Em menos de 10% dos casos, um CCR está também presente em um oncocitoma.

Raridade

Na maioria das vezes, um tumor renal não é um oncocitoma. Na verdade, eles são responsáveis por cerca 3% a 7% de tumores renais apenas. Nos Estados Unidos por exemplo, menos de 200 mil pessoas são diagnosticadas com um oncocitoma renal, e órgão de saúde especializados costumam classificar essa doença como rara.

Sintomas

Mesmo quando de grande proporção, um tumor é frequentemente assintomático e geralmente descoberto durante um exame originalmente solicitada para um outro problema. Em menos de um quinto de todos os casos registrados, sintomas estão presentes. Eles podem incluir dor lombar, massa abdominal e sangue na urina - o mais provável de todos.

Tratamento

O tratamento acontece geralmente na forma de uma nefrectomia parcial ou total (remoção do rim). É muito arriscado confiar em biópsias, uma vez que elas tenham apresentado resultado cujo sucesso costuma ser apenas variável. Diferenciar um hipernefroma de oncocitomas a partir de uma biópsia renal percutânea, de uma punção aspirativa por agulha fina ou de uma biópsia de congelação é um método tão inconsistente que o consenso entre especialistas é de que o tratamento mais seguro é a remoção completa do rim. Alguns órgão de saúde pública dos Estados Unidos entendem a nefrectomia como o único meio confiável ​​para a obtenção de um diagnóstico definitivo e de um tratamento apropriado.

Quais são as causas de tumores de oncocitoma renal?
Em uma nefrectomia parcial, apenas o tumor e qualquer outro tecido danificado é removido do rim

Prognóstico

Em uma nefrectomia parcial, apenas o tumor e qualquer outro tecido danificado é removido do rim. A nefrectomia radical resulta na remoção total do rim, do uréter, da glândula supra-renal, e do tecido adiposo circundante. Com a nefrectomia, o prognóstico costuma ser excelente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível