Quais eram as classes sociais na Mesopotâmia Antiga?

Escrito por kris helen | Traduzido por bráulio borges barreiros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais eram as classes sociais na Mesopotâmia Antiga?
A escravidão era bastante comum na sociedade mesopotâmica (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A Mesopotâmia se encontrava onde hoje é o Iraque. A palavra "Mesopotâmia" vem do grego antigo e significa "terra entre águas". A civilização na Mesopotâmia era governada por reis e tinha uma estrutura social em linha reta, dividida em quatro classes. A cultura e herança da Mesopotâmia foram cruciais no desenvolvimento da história humana, já que foi o berço das religiões, das cidades, da agricultura e até mesmo da escrita.

Outras pessoas estão lendo

Sacerdotes

No topo da estrutura social da Mesopotâmia estavam os sacerdotes. A cultura mesopotâmica não reconhecia um deus, mas adorava diferentes divindades e os sacerdotes eram considerados detentores de muitos poderes sobrenaturais. Além de servir em diferentes cerimônias, eles cuidavam de doentes, pacificavam deuses ferozes e governavam com as leis que eles imaginavam que mantinham as divindades felizes. Uma outra tarefa importante dos sacerdotes era a de agirem como secretários do rei. Tais autoridades tinham as cabeças raspadas e vestiam mantas de lã de ovelha.

Classe alta

As pessoas de classe alta na Mesopotâmia consistiam da nobreza e dos ricos. Alguns oficiais do governo, ricos proprietários de terra e mercadores estavam inclusos nesta classe. Eles vestiam boas roupas e jóias caras; os homens mostravam seu status social usando cabelo grande e barba. As mulheres usavam vestidos abaixo do ombro e faziam tranças nos cabelos ou vestiam ornamentos sofisticados na cabeça. As pessoas de alta classe normalmente possuíam escravos, que faziam o trabalho manual, incluindo todas as tarefas do lar.

Classe baixa

A classe baixa na Mesopotâmia era composta de pessoas que eram pagas por seus trabalhos. Isto incluía profissões, como pescadores, oleiros e lavradores. Embora a sociedade mesopotâmica não fosse igual, todos tinham que pagar por bens e serviços, até mesmo o rei. As pessoas de classe baixa possuíam suas próprias casas e podiam sustentar alguns luxos modestos, como usar jóias. Eles podiam também se mover na estrutura social, tornando-se sacerdotes ou adquirindo uma grande fortuna. As punições eram rígidas para quaisquer crimes cometidos, e se um homem de classe baixa se endividasse, ele poderia pagar seus débitos vendendo sua mulher e filhos para serem escravos.

Escravos

Na Mesopotâmia, a escravidão era um lugar-comum e era considerada a classe mais baixa na estrutura social. Os escravos, em sua maioria prisioneiros de guerra ou criminosos, não eram pagos pelo seu trabalho, mas recebiam moradia e comida. Com a expansão da agricultura, a necessidade por escravos para o trabalho manual cresceu, e alguns eram explorados tendo que trabalhar sem receber. No entanto, os escravos tinham alguns direitos na Antiga Mesopotâmia: eles podiam ter terras, eram livres para se casar com quem quisessem e tinham também a oportunidade de comprar a própria liberdade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível