Quais as complicações frequentes da psoríase?

Escrito por gail roshier | Traduzido por andressa v. da nobrega
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais as complicações frequentes da psoríase?
A psoríase é uma doença de pele não contagiosa (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

A psoríase é uma doença não contagiosa na qual as células da pele se renovam até nove vezes mais rápido que o normal. Ela geralmente se desenvolve entre as idades de 16 e 22 anos e entre 57 e 60 anos.

A psoríase pode se desenvolver em pessoas mais velhas como resultado de uma reação a várias medicações ingeridas devido a outros problemas de saúde.

A doença traz problemas especiais para pessoas mais velhas, e as complicações podem incluir: psoríase inversa, artrite psoríaca, psoríase eritrodérmica e psoríase pustular generalizada.

Outras pessoas estão lendo

Psoríase inversa

A psoríase inversa pode ocorrer em qualquer idade, e é particularmente problemática para pessoas mais velhas. Ela aparece apenas em dobras da pele, como sob os seios, nas virilhas, genitais e entre as nádegas, e se caracteriza pela formação de lesões vermelho vivo, lisas e brilhantes.

Irritadas pelo suor e fricção, essas lesões podem se tornar extremamente doloridas. À medida que envelhece, a pele naturalmente perde elasticidade, desenvolvendo cada vez mais dobras e rugas, nas quais as lesões podem se desenvolver. A idade também limita os movimentos, e essas áreas doloridas se tornam difíceis de tratar sem a ajuda de outras pessoas.

Artrite psoríaca

Aproximadamente 10% das pessoas com psoríase desenvolvem artrite psoríaca, geralmente entre 30 e 55 anos. Pessoas mais velhas que desenvolvem o problema podem ter dificuldades em reconhecer a doença e atribuem os sintomas à sua idade avançada.

O problema atinge não apenas as articulações, podendo causar inflamação na espinha, tendões e cartilagem, olhos, paredes internas dos pulmões e (raramente) da aorta (a principal artéria do corpo).

É importante que as pessoas mais velhas tenham consciência do problema e procurem aconselhamento e tratamento médico, que inclui exercícios, bolsas de gelo e medicamentos.

Psoríase eritrodérmica

Pesquisadores do Wake Forest Medical Center sugerem que pessoas mais velhas têm mais risco de desenvolver formas de psoríase que podem levar à morte.

A psoríase eritrodérmica é uma verdadeira emergência dermatológica. A pele de todo o corpo se torna muito quente, vermelha, dolorosa e coça muito; grandes áreas de pele podem descamar como se tivessem bolhas. Os tornozelos ficam inchados, já que fluidos vazam dos vasos capilares, e o paciente pode apresentar febre e calafrios.

Atendimento médico imediato é essencial. Complicações potenciais incluem desidratação, dificuldades de respirar, já que o fluido entra nos pulmões, insuficiência cardíaca e hipotermia (baixa temperatura corporal). Será necessária uma internação.

Psoríase pustular generalizada

Essa doença é muito rara, e não deve ser confundida com a psoríase pustular (psoríase palmo-plantar), uma variante comum da doença, que ocorre nas palmas das mãos e solas dos pés.

Na sua forma generalizada, pequenas pústulas amareladas se desenvolvem em qualquer área do corpo e a pele ao redor inflama, fica quente e bem vermelha. As pústulas aparecem e se espalham rapidamente, e o paciente apresenta febre e um mal-estar geral.

Se não tratada, a psoríase pustular generalizada pode evoluir para uma psoríase eritrodérmica.

Sumário

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, a psoríase afeta cerca de 2% da população americana. Ela atinge pessoas de ambos os sexos e de todas as raças e idades. Geralmente se desenvolve antes dos 60 anos, mas também pode aparecer em pessoas mais velhas, como resultado de medicações múltiplas e outros fatores. Pessoas idosas têm maiores riscos de desenvolver complicações, e é importante estar ciente disso.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível