Quais são as complicações da terapia com insulina?

Escrito por sara reeve | Traduzido por heloisa alves cardoso
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as complicações da terapia com insulina?
A terapia com insulina pode ajudar a evitar complicações do diabetes, mas também pode causar algumas complicações (Image by Flickr.com, courtesy of Melissa Wiese)

A terapia com insulina é comumente prescrita para pessoas que têm diabetes. Ela pode controlar o açúcar no sangue e prevenir ou retardar a progressão das complicações do diabetes a longo prazo, mas também pode ter complicações para alguns pacientes.

Outras pessoas estão lendo

O que é insulina?

A insulina é um hormônio normalmente secretado pelo pâncreas, o qual executa um número de funções no corpo, mais notavelmente, controlando os níveis de açúcar no sangue.

Quem precisa de terapia com insulina?

Para os pacientes com o diabetes tipo 1, anteriormente chamado de diabetes juvenil, essa terapia substitui a insulina que o organismo não produz por conta própria. Os pacientes com diabetes tipo 2 e diabetes gestacional, às vezes, são aconselhados a tomar insulina se outras terapias falharam em manter os níveis de glicose dentro da faixa desejada.

Como a terapia com insulina é administrada?

A insulina é normalmente administrada por via subcutânea com agulhas descartáveis, uma bomba de insulina ou uma caneta de insulina. Os pesquisadores estão investigando vários outros métodos de aplicação de insulina, incluindo a inalação, a trans-dérmica e os métodos orais.

Hipoglicemia

A hipoglicemia é a complicação mais comum e mais séria da terapia com insulina. Os sintomas podem variar de vagamente sentir-se mal a convulsões, inconsciência e (raramente) dano cerebral ou morte.

Se um paciente injetar insulina demais, exercitar-se demais em relação aos carboidratos consumidos, não comer o suficiente ou comer em momentos inapropriados, o nível de glicose no sangue poderá ficar baixo o suficiente para causar hipoglicemia.

Complicações na pele

A lipoatrofia, quando a pele fica com a aparência de uma picada, é uma reação imune rara relacionada com injeções de insulina, que podem ser evitadas alterando para uma preparação de insulina altamente purificada. A lipo-hipertrofia refere-se a uma área de tecido subcutâneo que torna-se espessada e dura. Esta complicação pode ser diminuída mudando-se os lugares de aplicação da injeção de insulina.

Cetoacidose diabética

Uma condição potencialmente fatal, a cetoacidose diabética pode ser resultado de uma pobre conformidade com a terapia com insulina. Ela se desenvolve quando um paciente tem uma grave escassez de insulina no seu sistema. Os níveis de açúcar no sangue aumentam e o corpo começa a quebrar a gordura para ter energia. Isso produz ácidos tóxicos conhecidos como cetonas.

Às vezes, o uso de uma bomba de insulina pode resultar em um caso de cetoacidose diabética por várias razões. Alguns exemplos incluem uma bateria de bomba não sendo carregada, um reservatório de insulina vazio, tubo solto ou uma cânula dobrada ou torcida que impede a entrega de insulina.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível