×
Loading ...

Quais as diferenças entre o teatro romano e o teatro moderno?

Atualizado em 20 julho, 2017

Em Roma, os eventos teatrais faziam parte das diversões públicas: as festas religiosas e mais tarde seculares, que incluíam performances de teatro, caça de animais silvestres, encenações militares, jogos e espetáculos circenses, com as competições de gladiadores. Como tal, os eventos eram livres para que qualquer pessoa pudesse participar; bastava ter o tempo livre para fazê-lo. Como eles eram parte das maiores festividades, o público das produções teatrais muitas vezes era atraído para outros eventos, com um indo e vindo de pessoas ao longo das apresentações. Embora os dramas e tragédias antigos possuam uma grande semelhança com as peças modernas, o teatro na Roma republicana e imperial era muito diferente do teatro moderno. As diferenças se sobressaem nas estruturas, no conteúdo das performances e nas opiniões sobre o teatro em geral.

Os teatros permanentes não foram construídos até o final do período republicano (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Arquitetura

Os teatros romanos eram diferentes, inclusive a forma como foram construídos. Na Roma republicana, os teatros eram estruturas temporárias e sem assentos. Os políticos queriam reforçar a ideia de que ele era uma atividade de lazer e que as pessoas não deviam se acostumar com essas coisas. Acreditava-se que o espectador sentado promoveria a preguiça, por isso não havia assentos até o final do período republicano, quando se construiu teatros com arquibancadas temporárias. O primeiro teatro de alvenaria em Roma foi o de Pompeu, construído em 55 a.C. Como a luz artificial era ruim, na melhor das hipóteses, os teatros eram espaços ao ar livre e as performances sempre eram realizadas durante o dia. Nos tempos mais modernos, os teatros foram sendo construídos com assentos acolchoados e completamente fechados, com exceção dos anfiteatros, que são construídos no estilo antigo. As apresentações são realizadas à noite ou à tarde, as chamadas matinês, somente em finais de semana, e a iluminação artificial tem um papel crucial no projeto e apresentação.

Loading...

Opinião popular

Para os romanos, os eventos de teatro eram entretenimentos ociosos que tinham impacto moral deletério. As performances, principalmente as pantomimas, onde as mulheres eram autorizadas a se apresentar, incluíam sexo, violência e outros comportamentos libertinos. Aparentemente, as preocupações das classes superiores eram a saúde moral das pessoas, mas, na realidade, eles temiam as grandes reuniões das classes mais baixas, principalmente em situações em que o povo podia manifestar suas queixas. Os atores e artistas nos tempos romanos eram frequentemente escravizados pelos gestores de teatro ou patronos ricos. Devido a isso, os atores eram considerados dignos de desprezo. Isso contrasta com as opiniões modernas sobre os atores, como profissionais, cujas atividades geram o interesse da população e a crença de que frequentar o teatro é uma forma erudita de entretenimento adequado à família.

Tipos de perfomance

Os romanos frequentavam os espetáculos teatrais de dramas e comédias ao estilo grego, embora estes não fossem tão populares quanto as mímicas, pantomimas e espetáculos de variedades. As pantomimas eram mais parecidas com o balé moderno do que com peças de teatro, e os bailarinos apresentavam cenas míticas sem diálogo. As mímicas incluíam diálogos, muitas vezes extemporâneos, apesar da interpretação moderna da palavra. Os espetáculos de variedades, que também foram muito populares, apresentavam dançarinos, música, declamações de poesia e discursos famosos, além das pantomimas. Nos tempos modernos, as pessoas pensam em teatro quase exclusivamente como apresentações de dramas, comédias e musicais. Existem shows baseados em danças que são semelhantes, em alguns aspectos, às pantomimas romanas, como "Stomp!", "Tap Dogs" e "Riverdance", onde não há história ou enredo, mas a variedade de espetáculo de variedades acabou.

Outros usos

Os eventos teatrais nos tempos modernos são principalmente entretenimento passivo. O público vai para assistir a um show e se divertir. Na época romana, o teatro era usado como um lugar onde as classes mais baixas podiam falar o que pensavam e expressar suas preocupações ou queixas aos líderes. Os imperadores participavam dos eventos para ouvir as reclamações do povo e resolver as questões na tentativa de parecer sensível ao público.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...