Quais são os efeitos do confinamento solitário?

Escrito por bill varoskovic | Traduzido por leticia vitória
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os efeitos do confinamento solitário?
O confinamento solitário é uma punição em muitas prisões (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Os humanos são criaturas sociais. É natural para as pessoas ficarem curiosas sobre o mundo, querer explorá-lo e poder interagir com ele. Essas necessidades básicas são retiradas daqueles em confinamento solitário. Pesquisadores começaram a estudar os efeitos que este tipo de confinamento tem nos indivíduos. Embora o confinamento solitário possa retirar indivíduos perigosos da população geral, os efeitos podem ser prejudiciais.

Outras pessoas estão lendo

Perda da liberdade

Algumas coisas que muitos ocidentais subestimam são as liberdades gerais que possuem, como ir e vir como bem entenderem. As pessoas que estão trancadas em uma solitária geralmente não estão lá por opção. Ser confinado em uma sala ou cela retira da pessoa o sentimento de estar no controle de seu ambiente. Isso pode causar aumento da ansiedade, paranoia, raiva e claustrofobia. Muitos prisioneiros que são colocados em confinamento solitário tentarão assumir o controle de seu ambiente se envolvendo em comportamentos auto-destrutivos, como bater em si mesmos ou recusando-se a comer.

Depressão

Após passar um tempo significativo separado das outras pessoas, muitos indivíduos acabam se sentindo sozinhos e ficam deprimidos. Indivíduos isolados começarão a sentir falta da família e dos amigos. Mesmo sabendo que a solitária eventualmente irá acabar, a situação pode começar a parecer desesperançosa. Uma desconexão do mundo pode também ocorrer porque eles sabem que fora de seu confinamento as pessoas importantes de suas vidas estão seguindo em frente sem ele. Há uma taxa de suicídio significativa entre as pessoas presas ou isoladas.

Esquizofrenia

Indivíduos em confinamento solitário tem altos riscos de desenvolver esquizofrenia. Esse transtorno mental, que geralmente não tem cura, pode começar a partir do aumento de estresse ou ansiedade. Pessoas confinadas podem experienciar alucinações e delírios, podem ouvir vozes, ficar irracionalmente paranoicos ou demonstrar outros sintomas que sinalizam um problema mental. Parte de como os humanos sabem o que é real e o que não, é pelas reações das outras pessoas. Se você escuta algo, você espera que outras pessoas também escutem. Sem outras pessoas ao redor para confirmar o que realmente existe, o humano pode perder seu senso de realidade e acabar enlouquecendo.

Efeitos de longo prazo

Após ser retirado da solitária, as pessoas que estiveram confinadas por muito tempo podem ter problema em se reajustar ao mundo normal. Para alguns, pode ser difícil de saber realmente quem eles são e como eles se relacionam com outras pessoas. Indivíduos podem perder o foco em conversas, parecendo estar fora da realidade. O aumento da ansiedade ou a paranoia podem continuar depois que eles forem reintegrados. Finalmente, a exposição a uma grande quantidade de estímulo pode fazer o indivíduo entrar em pânico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível