Mais
×

Quais são os efeitos do esterco de galinha sobre as plantações?

Atualizado em 17 abril, 2017

As vantagens da adição de esterco de galinha às plantações são importantes, contanto que algumas regras simples sejam seguidas.

O esterco de galinha é um ótimo aditivo para as hortas (Image by Flickr.com, courtesy of Jorge Elías)

Biologia

As galinhas, como a maioria das aves, não urinam, por isso, a ureia normalmente é expelida do corpo na forma de uma substância esbranquiçada em meio às fezes. Isso torna o esterco de galinha um fertilizante muito rico em nitrogênio.

Importância

O nitrogênio do esterco fresco pode ser prejudicial para as plantas e provocar queimaduras nas raízes. É por essa razão que o esterco deve ser decomposto, seja ficando exposto ou misturado em uma pilha de compostagem por tempo suficiente para se tornar uma fonte de nutrientes para as plantas.

Benefícios

Além de enriquecer o solo com matéria orgânica, o esterco de galinha fornece bastante nitrogênio, o que é perfeito para plantas como os tomateiros, as verduras e principalmente o milho, que tende a empobrecer o solo. É um bom fertilizante de uso geral que incentiva o crescimento e o desenvolvimento da maioria dos vegetais, ervas e flores.

Advertência

Se o esterco de galinha ainda for fresco, o risco de transmissão de salmonela ou outras doenças por meio dos vegetais torna-se maior. Sessenta dias é o período médio de espera para a aplicação. Uma alternativa é espalhar o estrume fresco sobre o solo na estação anterior à época do plantio.

Curiosidade

De acordo com o site PoultryOne, o esterco de galinha é composto de 1,8% de nitrogênio, 1,5% de fosfato e 0,8% de potássio. Isso resulta em um fertilizante cuja proporção entre os três elementos (NPK) é de aproximadamente 2:2:1.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article