Quais são alguns dos fatos interessantes sobre ser um advogado?

Escrito por bonnie swain schindly | Traduzido por wanderson david
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são alguns dos fatos interessantes sobre ser um advogado?
Os advogados enfrentam um mercado de trabalho bruto e taxas mais altas de suicídios (problem image by Lev Dolgatshjov from Fotolia.com)

Os advogados são um dos suportes principais da sociedade, de acordo com o Bureau of Labor Statistics dos EUA (BLS). Eles carregam uma grande responsabilidade e seguem um rígido código de ética. Poucas pessoas sabem que alguns artistas famosos possuem diplomas em direito, e que os advogados podem ter expectativas de vida menores. Além disso, muitos profissionais doam seu tempo para clientes de baixa renda.

Outras pessoas estão lendo

Demanda

Existe um advogado para cada 300 pessoas nos Estados Unidos, diz a escritora Mischelle Weedman-Davis no site Hiring a Great Lawyer. Aproximadamente 25 por cento dos advogados são autônomos, segundo os relatórios do BLS. A competição dentro das faculdades de direito é feroz, e as universidades recebem muito mais candidatos do que o número de vagas. E o clima do emprego continua a ser brutal, com as faculdades soltando uma média de 40.000 graduados a cada ano, afirma Weedman-Davis. Muitos advogados abrem seus próprios escritórios em cidades pequenas. Alguns trabalham em tempo integral em outras profissões e também fazem outros trabalhos relacionados à lei. Outros bacharéis tiveram sucesso em campos diferentes, como o lendário treinador de futebol americano Vince Lombardi, o músico de rock Ray Manzarek dos "The Doors" e a personalidade da TV Ozzie Nelson.

Personalidades

As pessoas têm uma imagem preconceituosa dos advogados como sendo agressivos e perfeccionistas. Infelizmente, esses mesmos traços de personalidade podem ser responsáveis por uma alta taxa de suicídio entre eles, diz a jornalista e bacharel em direito Debra Cassens Weiss em um artigo do "American Bar Association Journal", intitulado "Vidas pessoais: as personalidades dos advogados podem aumentar o risco de suicídio". Ela cita estudos que indicam que o suicídio é a terceira principal causa de morte na profissão, atrás de câncer e problemas cardíacos. Cassens Weiss também refere a estudos que mostram que os advogados do sexo masculino entre as idades de 20 a 64 anos estão duas vezes mais propensos a morrer de suicídio do que os homens na mesma faixa etária em outras profissões. Outros pesquisadores descobriram que as profissionais do sexo feminino têm altos índices de divórcio, e muitos advogados dizem que sofrem de ansiedade várias vezes por mês.

Pro bono - serviços prestados sem custos

Muitos advogados prestam seus serviços sem nenhum custo, o que é conhecido como trabalho 'pro bono'. De acordo com um comunicado de imprensa de 2009 da Universidade de Buffalo, mais de 70 por cento dos advogados consultados pela American Bar Association dizem oferecer trabalho pro bono. Trata-se de um aumento de 10 por cento desde 2004. A Universidade refere ao artigo "Advogados particulares e o interesse público: Evolução do papel do pro bono na profissão legal", que examina serviços jurídicos gratuitos durante os tempos economicamente difíceis. O auge deste tipo de serviço está relacionado com os cortes profundos na ajuda do governo para os pobres. Além disso, os escritórios de advocacia são vistos mais favoravelmente pelo público quando aceitam casos pro bono.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível